Posts Tagged ‘Vídeo’

h1

Confira os vencedores do prêmio Multishow 2009

quarta-feira, 19 agosto, 2009
Ivete Sangalo exibe seu barrigão em apresentação com Zeca Pagodinho

Ivete Sangalo exibe seu barrigão em apresentação com Zeca Pagodinho

A entrega do 16º Prêmio Multishow de Música Brasileira foi um espetáculo. Os premiados, em alguns casos, não estão de acordo com a minha opinião. Questão de gosto mesmo. De uma maneira ou outra foi interessante e valeu. Confira abaixo os ganhadores e os comentários:

Melhor cantor:
Seu Jorge – Precisa comentar? Seu Jorge é um espetáculo. Feeeera, cheio de atitude e com um estilo muito dele.

Melhor Cantora:
Marisa Monte. Não sou fã dela, mas acho que no ano em questão ela foi a melhor.

Melhor CD:
“Agora”, NXZero. INFELIZMENTE é o que temos que aguentar. Mesmo não sendo fã, o NXZero marca de celular? é a cara do nosso atual pop rock (?) e tem uma tremenda aceitação.

Melhor Clipe:
“Ainda gosta dela”, Skank. Linda a música, clipe bem legal. “Desabafo”, do D2, também poderia ter ganho. Ahhh, foi bem escolhida.

Melhor DVD de Música:
“Infinito ao seu redor”, Marisa Monte. Como disse, não sou nem um pouco fã. Torci muito para Juntos e ao vivo, do Paralamas do Sucesso e Titãs.

Melhor grupo:
Fresno. Anh?! É… O que posso fazer. Deu o “Fresco”. É óbvio que o público teen da banda deve ter passado horas na frente do computador votando “nisso aí”. Fresno, para mim, não vale R$1,99!

Melhor Instrumentista:
Débora Teicher, Scracho. Não toco nada, portanto não opino.

Melhor Música:
“Amado”, Vanessa da Mata. ESPETACULAR a música! Muito boa mesmo… Mais que merecido. E ano que vem Vanessa da Mata vai ganhar tudo que for possível, ainda mais após o seu DVD Multishow.

Melhor Show:
“Multishow ao vivo”, Capital Inicial. Simplesmente mágico. Um dos melhores DVDs de show que já vi. Os caras conseguiram juntar um mar de gente em Brasília e arrebentaram. Tocaram até música dos Raimundos. Muuuuito bom!

Revelação:
Banda Cine. Sinceramente, conheço pouco.

TV Zé:
“Dalila”, Ivete Sangalo. Vi todos e morri de rir. Foi bem escolhido.

O Skank ganhou o novo prêmio criado: “Iniciativa”. A categoria foi criada para premiar a banda que melhor (e de maneira criativa) distribuiu a sua música.  No caso, a atuação do Skank na internet foi o que pesou na premiação. “Tudo o que a gente desenvolveu no nosso site foi fruto dessa empreitada. A web é isso e estamos cada vez mais próximos de vocês. Depois de cada show vocês nos dão esse feedback”, afirmou o vocalista Samuel Rosa.

Bacana, né?! O prêmio Multishow vale mais que R$1,99!

Anúncios
h1

Chama a “puliça – p, u, l, i, çesidrila, a!”

quinta-feira, 9 julho, 2009
Tá de sacanagem???
Tá de sacanagem???

 De fato não entendo. Qual é a referência que temos em se tratando de segurança? Apenas Deus. Digo, a polícia, claro. Então, na cidade que moro, a corporação aumentou o tamanho do muro da sua sede, colocou cerca elétrica e tudo mais. O motivo: segurança! Ora bolas, lá não é presídio, logo não será alguém de dentro que irá pular para fora, e sim um cidadão de fora que irá pular para dentro, certo?!

Então, será que existe algum ladrão capaz de entrar na sede da polícia e cometer algum delito? Em alguns casos até acontece, mas quase sempre está relacionado a alguma manifestação. Mas em Três Corações, cidade ao sul de minas, com cerca de 75 mil habitantes isso é possível? Se cair alguém no pátio da polícia o que vão fazer?! Ligar para quem? 190? Não, eu não entendo mesmo.  

h1

Marcos e mais 10

quarta-feira, 13 maio, 2009

Não sou palmeirense, mas considero o goleiro Marcos como o melhor de todos os tempos. Foi melhor que Rogério Ceni, Taffarel, Dida, Júlio César, Raul e todos os outros que defenderam a camisa de algum time e seleção brasileira.

Dentro e fora de campo o goleiro prova a cada dia o quanto é importante para o time alviverde e para o Brasil. Ele nunca defendeu o Flamengo, pelo contrário. Teve a honra e o caráter de recusar propostas do exterior para deixar a sua marca em um time apenas. São mais de 400 jogos com a camisa do Palmeiras e a garantia de ter seu nome marcado na história do clube e do futebol. É merecedor de tudo que ganhou e que ainda tem a ganhar. Marcos é o “Cara”, o maior e melhor goleiro de todos os tempos no Brasil.  Vale R$1,99 fácil!

h1

O melhor do Brasil também joga no brasileiro

segunda-feira, 11 maio, 2009

nilmar_internacionalNesta segunda-feira nada foi mais comentado do que o lindo gol do atacante Nilmar. O jogador, que está entre os meus “convocáveis”, quase nunca tem chances na seleção brasileira. Aproveitando, é disso que irei falar, ou melhor, irei falar de um tal treinador que prefere convocar jogadores que atuam no Alasca a convocar quem joga no Brasil. Isso mesmo, o cara não dá o mínimo prestígio ao futebol brasileiro. Não estou aqui para discutir padrão tático ou técnico. Muito menos para dizer que não concordo com ele na seleção. Isso é passado, o cara já foi efetivado e teremos que aguenta-lo na Copa de 2010.

 É fato que a seleção brasileira oscila entre um ótimo jogo, muitas vezes fora de casa, e uma apresentação de time de “várzea”. O mais curioso são os jogadores que são convocados por ele. Josué, Gilberto Silva, Ronaldinho Gaúcho, Elano e outros mais que não estão indo bem em seus clubes, mas tem cadeira cativa com Dunga. Então o critério é quem já jogou um dia??? Se for, convoca o Romário, gente! Quer mais história do que o Baixinho?!

De fato as convocações do técnico Dunga são irritantes. Concordo que os melhores jogadores brasileiros estão quase sempre fora do país. Sim, é fato! Mas temos que valorizar o futebol de quem joga no país também. É muito triste ver um jogo da seleção e não tem nem um jogador do Flamengo, Cruzeiro, Corinthians e outros mais. Vamos lá, vai me dizer que o Nilmar, independente do gol contra o Corinthians, não tem futebol para jogar na seleção? Quem vive melhor fase: Nilmar ou Robinho? E no meio campo, não está vendo o cruzeirense Ramirez jogar, Sr. Dunga? O que mais ele precisa fazer? E no gol, esqueceu do Bruno ou prefere de fato o Doni? Ahhh, sim, o Doni é do Roma da Itália. Entendo. E o Josué? Joga aonde? Aposto que é um time alemão que mal consigo pronunciar o nome. E o Hernanes? Será que o “menino” terá que jogar fora do país para ir para a seleção. O único lugar do mundo que acontece isso é no Brasil.

O Dunga vai assistir até os jogos dos times gregos, para ver o Gilberto Silva em ação. Agora, pergunta se ele está vendo o futebol brasileiro direito… Eu duvido que ele foi ver pelo menos um jogo do Internacional e outro do Cruzeiro. Só foi no jogo do Corinthians porque um tal Ronaldo é um mito e se não fosse sofreria um atentado por parte da mídia.

Portanto, Sr. Dunga. Fica esperto e ajuda “nóis”, mano! O futebol brasileiro pode até ser nivelado por baixo, mas está melhorando… Grandes jogadores já estão jogando por aqui, alguns estrangeiros também, e assim vai. Que tal valorizar o que é do Brasil? Dizem que o melhor do Brasil é o brasileiro… Nesse caso, aposto que o melhor do Brasil está jogando no Brasil. Acorda, Dunga! Sempre te admirei, mas nessa não tem como… Sua atitude não está valendo nem R$1,99!

h1

Burocracia made in Brasil

domingo, 3 maio, 2009

justicaSabe aquele esporte que tanto amo?! Aqueeele, que tem como objetivo maior o gol? Então… Ele mesmo, o futebol! O atacante fez o gol, levantou a camisa e levou o cartão amarelo. Está na regra, eu sei. No outro dia o cara fez o gol, comemorou fazendo “chororô”, virou assunto da mídia e corre o risco de ser punido.

 

Se não bastasse ter que ficar calado a semana inteira, os jogadores não podem comemorar. Entenda: ficar calado a semana inteira significa dizer que o jogador não pode falar coisas do tipo: iremos vencer, somos melhores, temos mais time, vamos para cima deles… O cara tem que ser um padre ou pastor, não pode nem ressaltar o que seu time está treinando para vencer. Que coisa chata! Futebol está ficando chato…

 

Outro dia um jogador tanto gosto, o Juan, que conquistou a torcida por causa dos seus dribles, levou uma grande finta e fez um alvoroço tremendo… Quase matou o jogador botafoguense.

 

Agora o técnico do Flamengo, o Cuca, foi punido por 90 dias por ter comparecido no vestiário do time, tendo em vista que ele estava cumprindo outra pena.

 

Sinceramente, puta palhaçada! E jogar futebol, alguém quer? Agora o lance é o seguinte: você faz o gol e não pode comemorar, muito menos falar alguma coisa.

 

Vamos deixar a coisa rolar, pô! O cara driblou, palmas para ele. Se ele fez isso é porque tem condição. Não gostou, treine e faça o mesmo com alguém.  Isso é futebol! Como não se pode fazer isso, vem um Supremo Tribunal de Justiça Desportiva e pune o cara.

 

Desse jeito, nosso futebol não vale Nem R$1,99! lberto Torres comentando a respeito de tais dribles, comentomparecido no vesti[arioles, levou uma grande finta e fez um alvoroçCoisa chata, burocrática… Estão transformando o futebol em um espaço burocrático, chato, ridícula e, acima de tudo, hipócrita!

h1

E se tivesse matado?

quarta-feira, 1 abril, 2009

operacao

Por Luiz Augusto Reis Almeida

Na última quarta-feira, 26 de março, fui ao cinema assistir um filme. Nem sabia qual, para ser sincero. Escolhi um, entrei na sala e sentei com meus “apetrechos” – pipoca e refri. Fui assistir o filme “Operação Valquíria”. Pelo nome, não esperava muita coisa.

Eu estava enganado! É um filmaço, daqueles que não dão um “pingo” de sono.

A história se passa durante a Segunda Guerra Mundial e começa com um grande conflito na África. A partir daí, o coronel Claus von Stauffenberg (Tom Cruise), bastante ferido no combate, retorna a Alemanha para iniciar a sua vida. Após o “trauma”, o coronel se une a resistência alemã e monta uma estratégia para matar Hitler e assumir o governo.

A única critica é que, apesar do longa ser baseado em fatos reais, achei muito “viajado”, ou melhor, a operação para matar Hitler foi tão bem organizada, mas tão bem organizada, que cheguei até a duvidar do quanto os fatos eram reais. Outra: e se a operação desse certo? Nossa história teria sido completamente diferente, heim?!

Outro detalhe: quem nunca viu o Tom Cruise se destacar, ou ainda tem dúvida do quanto o ator é bom, veja este filme. O cara deu um show!

Bom, é isso! Recomendo! Vale R$1,99 fácil, fácil…

h1

Big Brother Brasil: Eu assisto!

terça-feira, 31 março, 2009

tv-bbb

Pelo telespectador (assíduo) do BBB, Luiz Augusto Reis Almeida

Como escrevo para o caderno Ragga Drops do Estado de Minas, tenho a missão de escrever um blog que complemente o meu trabalho e que seja um link direto com os leitores. Já escrevi obre alguns temas, sendo que desde o início do programa Big Brother Brasil estou escrevendo a respeito. O blog do BBB 9, http://www.dzai.com.br/raggadrops/blog/bbb9, recebeu um alto número de visitas, o que me deixou bastante satisfeito. O melhor de tudo foram os inúmeros comentários que “ilustraram” a minha passagem por aquele endereço e também serviu de inspiração para novos textos.

Em compensação, na reta final do programa recebi um comentário muito estranho. Nele dizia, em suma, que quem assiste o Big Brother Brasil é um ignorante, sem a mínima cultura. Ora bolas, cultura?! Ignorância? Não tenho o mínimo medo de dizer que assisti todas as edições do programa, independente de fazer do BBB um instrumento de trabalho ou como um hobby. Eu realmente gosto e nunca deixei de afirmar isso, mesmo quando eu estava no ambiente acadêmico, na escola de comunicação que, convenhamos, é feita de um monte de “metidos”(a besta) a cultos. Que se exploda! Eu gosto mesmo, assisto, comento, converso a respeito e tudo mais. Da mesma maneira que converso a respeito de política, economia, TV, comportamento, temas polêmicos, esportes… Enfim, esta é a beleza do ser humano – poder dar seu palpite a respeito de todos os temas que nos cercam e que fazem parte da nossa realidade.

Ou você acha que eu vou ficar assistindo “Observatório da Imprensa” ou “Roda Viva” em plena segunda-feira de trabalho árduo durante todo o dia? “Cá pra nós”, quer porre maior que isso?! Não faço tipo para isso, eu realmente não gosto, apesar de respeitar quem gosta.

Talvez, amigo leitor, quem vive fazendo “tipo” que assisti isso ou aquilo, não tem a mínima capacidade de analisar o que se passa em um programa de entretenimento. Sim, até o programa de entretenimento nos faz pensar.

Até recordo uma obra que li há alguns anos, escrita por um filósofo italiano, o Giovanni Sartori, intitulada como “Homo Videns – Televisão e Pós-Pensamento”, na qual ele faz uma análise de que a televisão está mudando o ser humano de homo sapiens – homem que sabe, para se transformar em um homo videns – homem que vê. Em suma, o autor defende que o ser humano perde a sua capacidade de abstração devido ao “excesso” da TV em sua vida.

Tudo bem, concordo plenamente com o filósofo, ele tem toda razão. Mas me diga: é pecado assistir ao Big Brother ou a qualquer programa que não seja de cunho jornalístico?! Será que Sartori “contou” com o Big Brother para escrever a sua obra? Então, amigo leitor, qual é o problema??? 

Se você faz esse tipo que “critica” quem assisti Big Brother, pense bem. Será que o telespectador do BBB perdeu a capacidade de abstração ou você, crítico impiedoso do programa, perdeu a sua capacidade de entender que essa é a nossa realidade e que, além de política, economia, esportes, cultura (…), temos muito mais o que assistir e comentar?

Quanto você acha que vale quem critica qualquer coisa sem ao menos conhecê-la? Nem R$1,99!