Posts Tagged ‘Vanderlei Luxemburgo’

h1

Rapidinha Nem 1e99! (3)

terça-feira, 30 junho, 2009
Rapidinha é com o galo!

Rapidinha é com o galo!

  • Segundo o jornal “AS”, Fernando Alonso está muito perto de acertar sua transferência para a Ferrari. Ainda segundo o jornal, a escuderia não escolheu no se Alonso entraria no lugar de Felipe Massa ou Kimi Raikkonen. De qualquer maneira, acredito que se confirmar o boato, Alonso será o piloto número 1 da Ferrari.
  • Pelo visto o astro pop Michael Jackson não perdoou o pai pelas “chicotadas” da infância. Segundo o Wall Street Journal, no testamento feito por MJ, em 2002, seu pai não está entre os herdeiros. Haja gratidão;
  • A “fera” Rubens Barrichello, o eterno número 2, prometeu que irá homenagear Michael Jackson no pódio. O piloto afirmou que irá dançar moonwalk no pódio do próximo grande prêmio, na Alemanha. Esse é o Rubinho, sempre querendo “andar para trás”;
  • Após a queda de outro avião, desta vez o Airbus 310 com 153 pessoas a bordo, que caiu próximo às Ilhas Comores, as autoridades aeroportuárias confirmaram que uma garota de 14 anos foi retirada viva do Oceano Índico. “Cá entre nós”, quem sobrevive a um acidente aéreo só pode ter sete vidas;
  • E nada do Palmeiras contratar seu novo treinador. Dizem que o sonho era Muricy Ramalho ou Abel Braga. Mas a realidade é Dorival Júnior, Silas e o ex-lateral paraguaio Arce. De todos, Abelão é o que mais me agrada.

Por hoje é isso…

Anúncios
h1

Os hooligans brasileiros

segunda-feira, 17 novembro, 2008

torcidaA situação está feia para o lado dos profissionais da bola. Há alguns meses os torcedores do Flamengo invadiram o treino da equipe e fizeram o maior terror com o time da Gávea. Soltaram bombas, ameaçaram bater, fazer e acontecer. O mesmo aconteceu com o Grêmio. Sport, Botafogo e Atlético-MG. Agora, em São Paulo, o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, foi agredido e sofreu uma luxação no braço. Isso sem contar as inúmeras ligações fazendo ameaças contra os envolvidos.

Concordo com o protesto do torcedor, desde que ele seja feito nas arquibancadas e que não tenha agressão. Apenas discordo da maneira como esses bandidos disfarçados de torcedores estão atuando. Nenhum trabalhador pode ser agredido no seu ambiente de trabalho. Já imaginou se você não executa seu trabalho da melhor maneira possível e seu chefe te enche de porrada? Pior, alguém que não paga seu salário te enche de pancada? É quase a mesma coisa. É um absurdo que isso ainda aconteça.

O que esses torcedores, na maioria das vezes da organizada, pensam que são? Quem vai conseguir parar esses bandidos? Estou sentindo que isso está cada vez mais acontecendo e que ninguém dos clubes toma providências. Enquanto isso os jogadores, treinadores e comissão técnica estão envolvidos até a cabeça e correndo risco de morte.

Cabe aos clubes de futebol identificar quem são esses bandidos e tentar acabar com isso. Na Inglaterra a atuação dos hooligans diminuiu consideravelmente graças ao bom trabalho feito pelos clubes. Já no Brasil a atuação dos bandidos disfarçados de torcedores está cada vez maior. Até onde isso vai parar? O pior de tudo é que os mantenedores desses bandidos são os próprios clubes. Os times dão desde ingresso, passagem, até comida e lazer para esses bandidos. Então quem não vale Nem R$1,99? Os times ou os bandidos disfarçados de torcedores? E as torcidas (des)organizadas? Nenhum dos três valem R$1,99! Torcedores, organizadas e clubes, vocês não valem Nem R$1,99!

h1

“Se” não joga e o Flamengo se…

domingo, 14 setembro, 2008

Simples, “se” o Caio Júnior tivesse escalado o time certo, deixando o “fora de ritmo” Josiel no banco de reservas. Se o Vandinho tivesse entrado jogando. Se o Sambueza fosse o homem de ligação entre o meio-campo e o ataque desde o início da partida. Se o Caio Júnior não tivesse tanto medo de vencer. Se o técnico Rubro-Negro tivesse mexido no time rapidamente. Se o Flamengo tivesse jogado mais pelas alas no campo de ataque. Se o Flamengo não tivesse tomado um gol na primeira etapa. Se o Ibson voltasse a ser Ibson e deixasse de ser mais um “pipoqueiro” do futebol. Se o juiz marcasse as faltas que aconteceram. Se o Caio Júnior fosse o Vanderlei Luxemburgo…

Se o Dagoberto, Hernanes e Zé Luis não estivessem tão inspirados. Se, se, se… Se vovó tivesse barba seria vovô! Como “se” não joga, vitória justa do São Paulo que jogou com muita vontade e conseguiu seu objetivo.

h1

É hora de tirar o escorpião do bolso

quinta-feira, 31 julho, 2008

O que aconteceu com o time do Flamengo? A equipe perdeu mais uma, desta vez para o Palmeiras, por 1 a 0, no Parque Antártica. O que era euforia com a primeira colocação no brasileiro, está dando medo aos torcedores pelo andamento da “carruagem”. De qualquer maneira, é simples entender o motivo pelo qual o Fla deixou de ganhar. A derrota para o Verdão é até explicável, afinal de contas o jogo foi fora de casa e, jogar assim, contra qualquer time de Vanderlei Luxemburgo, é sempre complicado.

Então vamos falar do momento do Flamengo. A equipe perdeu Souza, Marcinho e Renato Augusto. Simplesmente o trio ofensivo do time Rubro-Negro. Achar que Obina e Tardelli são jogadores titulares e conseguem “segurar o rojão” é demais. Pior, olhar para o banco e ver Maxi e Éder. Não são péssimos, nada disso. Todos os quatro citados são jogadores que podem compor o banco de reservas, mas contar com eles para atuar os 90 minutos é impossível.

Agora, em pleno campeonato, o Flamengo tenta se reforçar para ter novamente um bom time. Vandinho e Eltinho são os primeiros reforços. Só falta o Huguinho, Zezinho e Luizinho. Fala sério, diretoria! Pode até vingar, mas é muuuuito pouco para o Flamengo. Já falaram de Vagner Love, Daniel Carvalho, que acertou com o Inter, Felipe… Enfim, falam de vários jogadores, mas concretizar que é bom mesmo… Complicado! A diretoria foi, no mínimo, burra. Veja bem, venderam os únicos dois jogadores de ligação entre o meio-campo e o ataque: Renato Augusto e Marcinho. É justamente a posição que tínhamos um diferencial e que agora temos dificuldades.

Agora é esperar a paralisação das Olimpíadas de Pequim, tirar o escorpião do bolso e reforçar a equipe URGENTE. Não adianta contratar ninguém para teste, pois a pressão na Gávea está grande. Tem que contratar jogador que tem peito, caráter e condições de brilhar no Flamengo. E que venha logo…