Posts Tagged ‘Romance’

h1

Mais cinco em cena

sexta-feira, 7 agosto, 2009

Galera,

Primeiramente peço desculpas por não ter postado o cine em cena da semana passada. Na verdade estou mais que “apertado de costura”. De qualquer maneira fiz uma seleção com cinco filmaços para agradar gregos, troianos e até incas. Então vamos ao que interessa. O esquema da nota vocês já conhecem, certo?! (Se não conhece, leia). 

a-mulher-invisivel-cartazMulher invisível: Pedro (Selton Mello) acreditava no casamento, mas foi abandonado pela esposa. Após três meses de depressão e isolamento, ele ouve batidas na sua porta. É a mulher mais linda do mundo pedindo uma xícara de açúcar: Amanda (Luana Piovani), sua vizinha. Pedro se apaixona por aquela mulher perfeita, carinhosa, sensível, inteligente, uma amante ardente que gosta de futebol e não é ciumenta. Seu único defeito era não existir. 

Nota 5. Vi no cinema e achei muito bacana. Há um bom tempo estou vivendo a paixão por cinema nacional. Não que tenha sido uma superprodução, mas está cada vez mais se firmando no cenário. A atuação de Selton Mello foi espetacular. Como foi em “Lisbela e o prisioneiro”, e assim como está sendo em todos os seus papéis. Talvez “Mulher invisível” não tenha sido o melhor filme nacional do ano, mas está entre os três mais. Detalhe: o melhor, até então, foi o Divã. Obs.: “Cuecas” de plantão, a chata da Luana Piovani aparece em todas as cenas com trajes bem “interessantes”. Precisa comentar mais?

x-men-origens-wolverineX-Men Origens: Wolverine
Antes de se juntar aos X-Men, Wolverine inicia uma busca pela verdade sobre seu passado, que envolve seu complexo relacionamento com Victor Creed, o Dentes-de-Sabre, e o programa Arma X. 

Nota 4. Para o estilo agradou, mas esperava mais. Apesar de ser a origem do personagem, achei muito estranho o final do filme. É óbvio que era de se esperar, mas… Wolverine sempre foi o X-Man de maior destaque e por isso esperava um filme muito acima da média. E não foi. Na trama a atuação de Victor Creed é até mais interessante do que a própria origem de Wolverine. Aposto que os HQ´s, os fascinados por gibis, não gostaram do filme. 

serialSerial Killer
Durante as investigações do assassinato da ex-amante do Dr. Sam Charney (Rutger Hauer, de Blade Runner, O Caçador de Andróides), a experiente detetive Della Wilder (Pam Grier, de Jackie Brown) acaba descobrindo uma série de misteriosos assassinatos de mulheres que, de alguma forma, estão ligados a uma grande e poderosa companhia farmacêutica. Agora, depois de ter descoberto essa terrível e mortal conspiração, Della precisa resolver rapidamente o caso, antes que ela e o doutor acabem mortos.

Nota 4. Brutal, heim?! Que nada… Filme de investigação bem legal. Cheio de reviravoltas, mas só não ganhou nota máxima porque o final é muito previsível.

sombraNa sombra do crime
Quando um conhecido dublê de Hollywood, Jimmy Pierazzi (Lillo Brancato) – amigo de infância do assassino de aluguel  Eric O’Byrne (Matthew Modine) – morre em um trabalho supervisionado por Lance Cooper (James Caan), alguém pede a morte de Cooper e contrata Eric para fazê-lo. Para conseguir sucesso em sua missão, Eric resolve aproximar-se da filha de Cooper, o caminho  mais fácil para chegar ao alvo. Mas, na tentativa de realizar o serviço, acaba apaixonando-se pela filha de seu alvo e descobre que Cooper não teve nada a ver com a morte de seu amigo, foi apenas um acidente provocado por um erro de Jimmy.

Nota 4. Achei que terminar esse filme seria a coisa mais complicada do mundo. Pelo contrário. A trama é bem legal. Nota 4. Sem muito louvor, mas não é de arrepender.

12-e-demais-poster02Doze é demais
Tom Baker e Kate Baker conseguiram uma proeza certamente admirável: ter 12 filhos. A família, apesar de demasiada grande, é feliz e muito brincalhona. Apesar das bagunças eventuais, eles vivem em paz e harmonia, numa pequena cidade chamada Illinois. Tom Baker é um técnico de um time de futebol americano e, após conseguir uma promoção invejável, tem de se mudar para a cidade grande. É claro que toda a família vai junto. Quando Tom começa a não ter tempo para seus filhos, a confusão começa. 

Nota 3. Na seleção da semana não poderia faltar o besteirol, né?! Esse é bem água com açúcar. Não é dos piores, mas também não é aquele filme, que pode ser indicado.

Agora é preparar a pipoca, o refri e bom filme!

h1

5,4,3,2,1… Cine em cena!

sexta-feira, 17 julho, 2009

Apesar da semana não ter sido muito boa de posts para  o blog, afinal de contas, reflexo de uma semana muito, mas muito cheia de tarefas, o cine em cena não poderia ficar fora. Esta semana a seleção de filmes ficou razoável. Foi de 5 a 1.

Lembrando, a escala é a seguinte: de 0 a 2, não assista – não vale nem R$1,99! 3 é por sua conta, assista e tire sua conclusão. 4 e 5 eu “agarantio”: pode assistir sossegado, vale R$1,99! 

valenteValente: Erica Bain é radialista em Nova Iorque e está noiva de um homem que ama. Toda sua felicidade lhe é subitamente tirada quando os dois sofrem um ataque brutal. Ela fica gravemente ferida e ele morre. Sem conseguir superar a tragédia, Erica começa uma caçada noturna pelas ruas, atrás dos responsáveis. Sua batalha por justiça chama a atenção pública e mobiliza a cidade. Com a polícia de Nova Iorque investigando a fundo o caso e um detetive vigiando seus passos, ela passa a se questionar se a vingança seria o caminho certo e se estaria ela se tornando aquilo que deseja combater.

Nota 5. Belo filme. O filme em alguns momentos é lento, pode até desagradar alguns por isso. Mas é de tamanha qualidade que mesmo assim consegue prender a atenção do telespectador. Destaque para show da atriz Jodie Foster, que consegue ser “duas pessoas em uma” e ter a mesma desenvoltura. Muito bom!

lendadotesouro2A lenda do tesouro perdido – O livro dos segredos: A história envolverá o segredos sobre Abraham Lincoln (Presidente dos EUA de 1861) e John Wilkes Booth (assassino de Lincoln) e 18 páginas perdidas de seu diário. Bruckheimer revelou que as peças de um quebra-cabeça serão montadas e a combinação para dissolvê-las durante a trama será as páginas perdidas do diário.

Nota 4. É interessante, bem ao estilo Indiana Jones, cheio de “segredos”, perseguição, tiros e um “grande” amor. Normal e previsível, mas consegue prender a atenção. Nota 4, mas sem louvor.

arquivox_poster2_100granaArquivo X – Eu quero acreditar: Quando um grupo de mulheres é abduzido nas colinas rurais da Virgínia, as únicas pistas são grotescos restos humanos que começam a aparecer nas encostas nevadas ao longo de uma rodovia. Com policiais desesperados por qualquer dica, um padre em desgraça, motivado por visões, coloca a cidade numa caçada que culmina na descoberta de um bizarro experimento secreto que pode ou não estar ligado aos desaparecimentos. Seria um caso típico para os Arquivos X. Mas o FBI fechou o departamento que investigava tais casos paranormais anos atrás. Os melhores profissionais para o trabalho são os ex-agentes Fox Mulder e Dra. Dana Scully, que não têm qualquer desejo de revistar seus passados.

Nota 3. A série pode até ser espetacular, mas o filme… Nada de mais. Bem normalzinho para o oba-oba que fizeram. Isso sem contar com o final totalmente estranho e sem uma explicação óbvia a respeito de uma “sub-história” dentro da trama.

quem_colaQuem não cola não sai da escola: Enquanto a maioria dos garotos se mata de estudar, Handsome Davis (Trevor Fehrman) não esquenta a cabeça, apenas encara a escola como um sistema que tenta controlar a sua mente. Isso porque ele e seus três melhores amigos, Sammy (Elden Henson), Victor (Matthew Lawrence) e o gênio Applebee (Martin Starr), sempre usaram táticas criativas e eficiêntes para trapacear nos exames – como conseguir antecipadamente o gabarito das provas. Tudo vai bem até o último ano de escola secundária. É quando finalmente encontram uma oponente à altura pela frente, na figura da durona e esperta diretora Mrs. Stark (Mary Tyler Moore). Surge o dilema: eles devem entrar na fila pela primeira vez, ou correr o risco e tentar burlar mais uma vez as regras da escola?

Nota 2. Sabe aquele filme que você pode assistir sem prestar a atenção que conseguirá entender perfeitamente?! Então, esse é o filme. Só não foi pior porque em alguns momentos relembrei o meu tempo de escola. Só por isso e nada mais.

universidadeA Universidade do prazer: Victoria English é a presidente da elitista irmandade feminina chamada Gamma Gamma, da Universidade de South Beach. Inteligente e gananciosa, Victoria está determinada a tirar vantagem de sua posição. Mas com a chegada de uma nova turma, ela passará a lidar com calouras que desejam, a todo custo, entrar para o seleto grupo formado por garotas bonitas, ricas e elegantes.

 

Nota 1. Creeedo! Além do título – que parece de filme pornográfico, o restante é do mesmo nível: fraquíssimo. O que mais posso falar?! Mais nada, o filme é como sua protagonista, Paris Hilton – sem o mínimo conteúdo e completamente sem sal.

h1

Ótima seleção no cine em cena

quinta-feira, 2 julho, 2009

menina

Demorou, mas chegou… Esta semana a seleção de filmes está bem legal. Um filme nota 5, quatro nota 4, e um nota 3. Só para lembrar, a escala é a seguinte: de 0 a 2, não assista – não vale nem R$1,99! 3 é por sua conta, assista e tire sua conclusão. 4 e 5 eu “agarantio”: pode assistir sossegado, vale R$1,99! 

Menina Má.com: Uma adolescente inteligente e charmosa, Hayley, provavelmente não deveria ir a um café local se encontrar com Jeff, fotógrafo fashion de trinta e poucos anos que ela conheceu pela internet. Mas antes que ela perceba, já está preparando drinks na casa dele e prestes a fazer uma sessão de fotografia. É uma noite de sorte para Jeff. Mas Hayley não é tão inocente quanto parece, e a caça vira caçador quando ela começa a impor uma investigação penosa sobre Jeff numa tentativa de revelar um possível passado escandaloso.

Nota 5. Abordagem bem interessante, atual e muito bem estruturada. Tem algumas falhas, mas que fazem parte de um filme de ficção. De qualquer maneira, um filmaço.

piPecados Íntimos: Estamos em uma cidade suburbana onde um grupo de jovens casais passa seus dias absolutamente devotado ao sucesso de seus filhos – criados desde crianças para se transformarem em verdadeiros formandos de Harvard. Um mundo brilhante de filhos e pais perfeitos… pelo menos durante o dia. À noite, entre quatro paredes, tudo se transforma. E os papais e mamães perfeitos tentam escapar de suas rotinas nada excitantes recorrendo à pornografia na internet ou então a casos extraconjugais. E enquanto estes casais tentam recuperar em segredo a intensidade de seus dias de adolescência, suas vidas começam a se cruzar de maneira surpreendente e muito perigosa.

Nota 4. Diferente,  com um final surpreendente e muito interessante. Merece que seja visto.

Confissões de uma noiva: Samantha vê seus sonhos transformados em realidade quando seu namorado Ben a pede em casamento. Mas, as coisas se complicam quando um compromisso profissional a leva a trabalhar com o ex-namorado. Ela vai ter de decidir entre os dois.

Nota 4. Comédia romântica de altíssimo nível. Para o estilo, nota 4 sossegado e com louvor.  

SemVestigios-1Sem vestígios: Um predador perito em internet tem exibido seus assassinatos cruéis num website e o destino de suas vítimas fica nas mãos do público: quanto mais visitas o site recebe, mais rápido as vítimas morrem. A agente especial Jennifer Marsh e Griffin Dowd fazem parte de uma divisão dedicada a crimes de internet do FBI e se envolvem neste caso que torna-se pessoal e sem vestígios.

Nota 4. Filme bacana, bem pensado, mas um tanto quanto previsível. Como se trata de um filme policial, talvez se fosse tivéssemos mais surpresas seria nota 5. Mas tudo bem, vale a pena ver!

casamento_gregoCasamento grego: Toula Portokalos (Nia Vardalos) é uma mulher desengonçada que trabalha com sua família em um restaurante. O sonho de seu pai, um tradicionalista grego, é ver Toula casada com um conterrâneo, mas ela é correspondida pelo inglês Ian Miller (John Corbett). Eles mantêm um namoro às escondidas, mas logo são descobertos e, a partir daí, Toula e Ian lutam para que haja a aceitação de sua família. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original.

Nota 3. Nada de tão engraçado como dizem por aí. Oscila entre momentos engraçados, e outros que dá até sono.