Posts Tagged ‘Polícia’

h1

Chama a “puliça – p, u, l, i, çesidrila, a!”

quinta-feira, 9 julho, 2009
Tá de sacanagem???
Tá de sacanagem???

 De fato não entendo. Qual é a referência que temos em se tratando de segurança? Apenas Deus. Digo, a polícia, claro. Então, na cidade que moro, a corporação aumentou o tamanho do muro da sua sede, colocou cerca elétrica e tudo mais. O motivo: segurança! Ora bolas, lá não é presídio, logo não será alguém de dentro que irá pular para fora, e sim um cidadão de fora que irá pular para dentro, certo?!

Então, será que existe algum ladrão capaz de entrar na sede da polícia e cometer algum delito? Em alguns casos até acontece, mas quase sempre está relacionado a alguma manifestação. Mas em Três Corações, cidade ao sul de minas, com cerca de 75 mil habitantes isso é possível? Se cair alguém no pátio da polícia o que vão fazer?! Ligar para quem? 190? Não, eu não entendo mesmo.  

Anúncios
h1

Policial de (m…) chumbo

quinta-feira, 21 maio, 2009

bebidaEssa foi boa, ou melhor, péssima. Estava meu “compadre” Júnior e eu em um restaurante da cidade de Boa Esperança, região sul de Minas Gerais, quando parou uma viatura da polícia, saiu alguns policiais, devidamente fardados, e pediram nada mais nada menos que uma “cachacinha” no balcão do local.

 “Coisa” super-interessante, heim?! Depois sentaram em uma mesa ao lado, continuaram indo e vindo ao balcão para degustar tal bebida. Imagine: o cara que é responsável pela manutenção da ordem na cidade, que normalmente é dotado de uma conduta correta, verdadeira e cidadã, se junta aos seus colegas de trabalho, no meio do dia e de farda, para tomar “uma” de leve.

Pior, o mesmo policial que estava tomando o seu “aperitivo” será o mesmo que irá lhe aplicar uma bela punição caso você esteja alcoolizado no volante. De fato não sei onde iremos parar.

Como sou mesmo muito “mala”, tirei o meu celular, bati uma foto sem flash e… pronto! Está aqui! Não irei publicar, afinal de contas as consequências são fortes e podem me prejudicar. Medo?! Não. Precaução, afinal de contas não atuo mais em um grande jornal que iria me dar respaldo para tal matéria.

De qualquer maneira, fica aqui a minha indignação a esses merdas homens que se dizem ser da lei. Exceção, claro. Bom, pelo menos espero que seja exceção. Se até eles estão dando esse “ótimo” exemplo, o que mais podemos esperar. Lamentável para a corporação que tem valores e prega a ética e o profissionalismo acima de tudo. Conduta de quem não vale Nem R$1,99!

h1

Nesse mato tem muito mais cachorro…

sábado, 18 outubro, 2008

Existem dois pontos que até agora eu não consegui entender. O primeiro é o que vem sendo questionado por todos: como a polícia autorizou a entrada de Nayara no prédio. Convenhamos, se fosse uma filha ou irmã minha ele não chegaria nem perto. Agora aparece essa de que ela entrou por livre e espontânea vontade… Polícia, me poupe! A menina havia acabo de sair do seqüestro e voltou para ele?! Não, não mesmo… E a família? Onde estava? Se ela realmente queria entrar por livre e espontânea vontade no local, a família não teria condições de barrar? Gente, ela tem apenas 15 anos… Não pode definir isso por si só.

O segundo comentário é ainda mais estranho. Disparos e a invasão – como conta a polícia. Nessa ordem? Ou seria invasão e disparos? Ahhh, e para que existe atiradores de elite??? Quando existe uma situação de risco eles não atuam… Sou totalmente a favor da vida, sempre! Uma bala especial para desmaiar o seqüestrador não existe? E a comida deles? Não teria como colocar um sonífero ou algo do tipo? Que coisa estranha…

Pode ter certeza, nesse mato tem muito mais cachorro do que o contado…

h1

“Putaria” no Flamengo

sexta-feira, 11 julho, 2008

Chegou a hora do vamos ver para o Flamengo. Após um começo espetacular no Campeonato Brasileiro, o Flamengo tem sua primeira situação de extremo risco após os jogadores Marcinho, Bruno, Paulo Vitor e Tardelli se envolverem com um escândalo com prostitutas em Beagá. Sim, a “bola” já estava mais que cantada. Todos eles não são santos, pelo contrário. Inclusive Bruno e Marcinho eram parceiros de “noitada” quando ainda jogavam pelo Atlético-MG. Agora se juntaram ao “santinho” do Diego Tardelli.

Pior, após a “putaria” no sítio do goleiro titular do Flamengo, Tardelli deu declaração polêmica, cornetando Marcinho, Bruno disse que está prestes a perder a esposa, Tardelli idem. Tudo isso as vésperas de um clássico contra seu maior rival, o Vasco da Gama. Portanto, se o Fla perder ou até cair de rendimento, os culpados já estão citados. Pode ter certeza! Daí, a situação que era espetacular, pode se transformar em catastrófica. O Flamengo teve situação semelhante após ser campeão carioca, e logo após perdeu de maneira ridícula e estranha para o América do México. E aí, o que aconteceu? Tenho certeza que a “gandaia” pós carioca foi tão grande que atrapalhou a equipe em realizar o sonho da Libertadores.

A única pessoa que tem condições de mudar a atual situação é o técnico Caio Júnior. Chegou a hora dele provar se é um técnico mediano, ou se é um “puta” técnico, no bom sentido, claro. Como ele vai liderar esse grupo? Quais serão as punições para um dos melhores goleiros do país? E para o artilheiro do Brasileirão? Acredito eu que esse é o divisor de águas no Flamengo. Se o Caio Júnior segurar a “onda”, podem ter certeza: o Flamengo será campeão brasileiro. Se não segurar… Aí, teremos surfistas demais para contar a história.