Posts Tagged ‘Medo’

h1

Vergonha! Fora diretoria de m****

segunda-feira, 15 junho, 2009
Que vergonha...

Que vergonha...

O Flamengo levou cinco no “lombo” e a torcida quer a cabeça do Cuca, do Bruno, do Juan, Adriano e do “carvalho” a quatro.

Antes de qualquer coisa, vamos aos fatos. Um time que não paga salário aos jogadores e funcionários tem é que fuder dar mal. Então, nação  flamenguista – na qual eu me incluo, antes mesmo de cobrar qualquer coisa do time, vamos cobrar desta diretoria inoperante e de merda que só querem aparecer. Quem vai aparecer agora? No dia da contratação do Adriano teve gente de todo tipo. E agora? Cadê você, diretoria de merda?

Fizeram de tudo no Flamengo, de menos tomar vergonha na cara e pedir para sair. É claro, a “vaca” continua dando leite, né?! Uma hora vai secar… Ou então iremos fazer como o Corinthians fez: caiu para a segunda divisão para tomar vergonha na cara, acabar com a era Dualib, e ter condição de subir novamente.

É isso?! Para o Flamengo ficar gigante novamente terá que cair para a segundona? Então que venha logo… Será que ninguém percebe que o primeiro tumor do Flamengo é o Kleber Leite? Desde quando ele apareceu o Flamengo fica devendo…  

E o “afastado do mundo” do Márcio Braga? E o tal do Delair sem lá do quê? Vamos dar um pé na bunda nessa corja de safados e vigaristas. Cadê a nação rubro-negra? Vai esperar o pior acontecer?

Canta Ivete: “Vergonha, vergonha, vergonha, diretoria sem vergonha!” (Ou seria nós, torcedores sem vergonha?!)

Anúncios
h1

E se tivesse matado?

quarta-feira, 1 abril, 2009

operacao

Por Luiz Augusto Reis Almeida

Na última quarta-feira, 26 de março, fui ao cinema assistir um filme. Nem sabia qual, para ser sincero. Escolhi um, entrei na sala e sentei com meus “apetrechos” – pipoca e refri. Fui assistir o filme “Operação Valquíria”. Pelo nome, não esperava muita coisa.

Eu estava enganado! É um filmaço, daqueles que não dão um “pingo” de sono.

A história se passa durante a Segunda Guerra Mundial e começa com um grande conflito na África. A partir daí, o coronel Claus von Stauffenberg (Tom Cruise), bastante ferido no combate, retorna a Alemanha para iniciar a sua vida. Após o “trauma”, o coronel se une a resistência alemã e monta uma estratégia para matar Hitler e assumir o governo.

A única critica é que, apesar do longa ser baseado em fatos reais, achei muito “viajado”, ou melhor, a operação para matar Hitler foi tão bem organizada, mas tão bem organizada, que cheguei até a duvidar do quanto os fatos eram reais. Outra: e se a operação desse certo? Nossa história teria sido completamente diferente, heim?!

Outro detalhe: quem nunca viu o Tom Cruise se destacar, ou ainda tem dúvida do quanto o ator é bom, veja este filme. O cara deu um show!

Bom, é isso! Recomendo! Vale R$1,99 fácil, fácil…