Posts Tagged ‘Globo’

h1

No Limite, cadê seu limite?

quarta-feira, 2 setembro, 2009

no-limite-ao-vivoComo já afirmei diversas vezes, sou fã de reality show. Em compensação, tem um que eu tenho pânico de ver até a propaganda. Nunca vi tamanha bobagem como aquele tal de No Limite. Se não bastasse o formato antigo e ultrapassado, o apresentador global, Zeca Camargo, fica mais perdido do que cego em tiroteio. Sinceramente, parece que o Zeca Camargo está em mais uma de suas viagens pelo nosso mundão sem porteira.

O mais engraçado é que a fórmula do programa não muda. Pior ainda se lembrarmos as “nojeiras” que o povo anda comendo. Até bicho vivo, gente boa! Rede Globo, que tal usar a criatividade ou até mesmo comprar um novo formato?! Enquanto isso, vai tomando capote da concorrência.

A Fazenda “deitou o cabelo” em cima de No Limite, e  no tal do Jogo Duro, que de tão duro não colou… É muita nojeira e pouca criatividade. Globo, seu No Limite não vale Nem R$1,99!

h1

Conta outra (coisas que não entendo)

quinta-feira, 20 agosto, 2009
carlinhos

Qual é o público do Dado?

Ahh, fala sério “Dona” Record. Gosto muito de Reality show e “A Fazenda” é só mais um no meu currículo. Só não assisto a canseira de “No Limite”.

Sim, gente boa, gosto de TV, assisto muitos filmes, seriados, futebol e tudo que tem de “melhor” por aí. Só não assisto novela. Detalhe: assisto dois canais ao mesmo tempo: futebol mais um programa – Futebol sem áudio, claro! Gravo A Fazenda, CQC, Pânico, Altas Horas e filmes e seriados da Sky.

Enfim, acompanho o reality show que vem destruindo a Globo em audiência. Um dos responsáveis por tamanha audiência foi o excelente Carlinhos, o “Mendigo” do Pânico, que eu já gostava bastante, diga-se de passagem, e que atualmente trabalhava na própria Record.

Mesmo com uma história de vida sofrida que dá até vontade de chorar, o cara é uma alegria só. Na noite da última quarta-feira acompanhei a sua eliminação. Eliminação?  Como assim?! O cara que foi o melhor do programa, que mostrou sinceridade o tempo todo foi eliminado pela porquinha Danni Carlos e pelo Dado Dolabella??? Gente, como???

Quem contabilizou os votos, “Dona” Record? Não, não, não… Na último domingo foi o Pedro, que também é muito bacana, é filho de cantor sertanejo de muito sucesso e tudo mais. E agora o Carlinhos??? “Dona” Record, conta outra.

A picaretagem comeu solta e sem dó… Não importa se é filho de sertanejo ou ex-mendigo de rua, o importante é manter o playboy de merda dentro da fazenda. Assim como o Dado, a Record não vale Nem R$1,99! Teve até campanha de atores famosos, globais (…) em prol da permanência do cara.

E agora, vai dizer que não foi armado? Conta outra… Essa eu não acredito mesmo.

h1

Rapidinhas do Nem 1e99 (Versão 2)

quinta-feira, 25 junho, 2009
  • O Cruzeiro acaba de colocar um “pé” na final da Taça Libertadores da América. No dia 19 de março fiz uma observação a respeito, veja:
  • Após o jogaço, o atacante argentino do Grêmio, Maxi Lopes, foi parar na delegacia. Motivo: Racismo, denunciado pelo cruzeirense Elicarlos. Será?! Não dúvido e lamento… Quem AINDA se importa com a cor da pele não vale Nem R$1,99;
  • O Manchester City acaba de fazer uma proposta milionária pelo lateral Maicon. Dizem que o time irá pagar R$60 milhões, mais o passe do meia Elano. Gente, 60 milhões de reais. E o Ramires, que foi vendido a preço de banana e joga dez vezes mais que o Elano e o Maicon juntos? Mudando um pouco de assunto, e o salário mínimo, quanto é??? 
  • Saindo do futebol e indo para A Fazenda, quem viu deve ter se assutado com o Dado reclamando ao vivo da produção do programa… E o Britto Jr. com cara de “tacho” e depois… créu no rapazote
  • Confirmado: Gugu Liberato é da Record. Salário: 3 milhões por mês. Repito: e o salário mínimo, quanto é mesmo???  
  • Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou mudança nas regras da premiação 82ª edição do Oscar que está marcada para dia 7 de março. Serão indicados 10 filmes, ao invés de cinco;
  • Mega Sena acumulou novamente. 55 milhões será o prêmio… Ahhhh, se eu ganho essa… Bom, para ganhar tem que jogar, né?!  
h1

Rapidinhas Nem 1e99!

quarta-feira, 24 junho, 2009
  • A queda de braço entre SBT e Record está dando gosto. Enquanto Gugu do PCC ainda não deu sua resposta para a emissora do “Bispo”, que quer levá-lo para lá a todo custo, Roberto Justus e sua ex-namorada Eliana acertaram seus contratos com a emissora do Baú. Dizem que o salário da loira gira em torno de 800 mil. Cá entre nós, o crescimento de outras emissoras é algo que vale R$1,99;
  • Apesar do SBT ter feito uma proposta, digamos, bacana, o Pânico na TV renovou com a Rede TV! por mais três anos;
  • O CQC de segunda-feira foi ao vivo e novamente “matou a pau”. Gostei muito! Êta programa de comédia interessante;
  • José Sarney… Esse sujeitinho não tem limite! Pior que ele só o Lula que agora é apoiador do “Sarnento”.  Disse, inclusive, que o Sarney não pode ser tratado como uma pessoa comum. Que coisa interessante! Será que o Sarney é um extraterrestre???
  • Nem precisa falar da colaboração entre petistas e peemedebistas, né? Dizem que o Lula está tentando preservar o companheito (Companheiro???); 
  • C0ntratações secretas?! Haja político “honesto”… Deus que me livre!
  • A última do dia… Já dizia o filósofo de buteco: jogo é jogado e Lambari é pescado! A Espanha, grande favorita da Copa das Confederações, tomou  “naba” dos Estados Unidos.  Enquanto alguns já estavam analisando como seria o clássico entre Brasil e Espanha, a fúria segue enganando sua torcida. É bom o Brasil ficar esperto com o time do bilingue Joel Santana! Vamos Brasil!
h1

Big Brother Brasil: Eu assisto!

terça-feira, 31 março, 2009

tv-bbb

Pelo telespectador (assíduo) do BBB, Luiz Augusto Reis Almeida

Como escrevo para o caderno Ragga Drops do Estado de Minas, tenho a missão de escrever um blog que complemente o meu trabalho e que seja um link direto com os leitores. Já escrevi obre alguns temas, sendo que desde o início do programa Big Brother Brasil estou escrevendo a respeito. O blog do BBB 9, http://www.dzai.com.br/raggadrops/blog/bbb9, recebeu um alto número de visitas, o que me deixou bastante satisfeito. O melhor de tudo foram os inúmeros comentários que “ilustraram” a minha passagem por aquele endereço e também serviu de inspiração para novos textos.

Em compensação, na reta final do programa recebi um comentário muito estranho. Nele dizia, em suma, que quem assiste o Big Brother Brasil é um ignorante, sem a mínima cultura. Ora bolas, cultura?! Ignorância? Não tenho o mínimo medo de dizer que assisti todas as edições do programa, independente de fazer do BBB um instrumento de trabalho ou como um hobby. Eu realmente gosto e nunca deixei de afirmar isso, mesmo quando eu estava no ambiente acadêmico, na escola de comunicação que, convenhamos, é feita de um monte de “metidos”(a besta) a cultos. Que se exploda! Eu gosto mesmo, assisto, comento, converso a respeito e tudo mais. Da mesma maneira que converso a respeito de política, economia, TV, comportamento, temas polêmicos, esportes… Enfim, esta é a beleza do ser humano – poder dar seu palpite a respeito de todos os temas que nos cercam e que fazem parte da nossa realidade.

Ou você acha que eu vou ficar assistindo “Observatório da Imprensa” ou “Roda Viva” em plena segunda-feira de trabalho árduo durante todo o dia? “Cá pra nós”, quer porre maior que isso?! Não faço tipo para isso, eu realmente não gosto, apesar de respeitar quem gosta.

Talvez, amigo leitor, quem vive fazendo “tipo” que assisti isso ou aquilo, não tem a mínima capacidade de analisar o que se passa em um programa de entretenimento. Sim, até o programa de entretenimento nos faz pensar.

Até recordo uma obra que li há alguns anos, escrita por um filósofo italiano, o Giovanni Sartori, intitulada como “Homo Videns – Televisão e Pós-Pensamento”, na qual ele faz uma análise de que a televisão está mudando o ser humano de homo sapiens – homem que sabe, para se transformar em um homo videns – homem que vê. Em suma, o autor defende que o ser humano perde a sua capacidade de abstração devido ao “excesso” da TV em sua vida.

Tudo bem, concordo plenamente com o filósofo, ele tem toda razão. Mas me diga: é pecado assistir ao Big Brother ou a qualquer programa que não seja de cunho jornalístico?! Será que Sartori “contou” com o Big Brother para escrever a sua obra? Então, amigo leitor, qual é o problema??? 

Se você faz esse tipo que “critica” quem assisti Big Brother, pense bem. Será que o telespectador do BBB perdeu a capacidade de abstração ou você, crítico impiedoso do programa, perdeu a sua capacidade de entender que essa é a nossa realidade e que, além de política, economia, esportes, cultura (…), temos muito mais o que assistir e comentar?

Quanto você acha que vale quem critica qualquer coisa sem ao menos conhecê-la? Nem R$1,99!

h1

“Quem tem medo do lobo mal”?

quarta-feira, 18 março, 2009


clo

Que coisa engraçada… O polêmico deputado Clodovil Hernandes era tido como um maluco, desbocado e sem educação. Após “virar purpurina”, agora é herói, líder e até gênio. Engraçado como o povo tem medo de falar mal de uma pessoa que “bateu às botas”. Sempre o achei muito mal educado, estranho e com algumas atitudes que beirava o ridículo, como foi a uma declaração há alguns anos.

Segundo Clodovil, ele poderia ser chamado de Clô pelos amigos, Vil para os inimigos, e Do “para” todos. De boa, Clodovil sempre foi um “mala sem alça”, não vai ser agora que ele faleceu que irá virar “boa” gente. Inclusive o próprio Clodovil já tinha dito que se considerava uma pessoa “custosa”.

Respeito à dor de quem tem algum afeto por ele, as quase 500 mil pessoas que votaram nele para deputado, mas acho que o povão fala tão bem dele após a morte justamente com medo do difunto puxar o pé (ou outra coisa) na calada da noite. Respeitar a memória é importante e educado. Virar fã após a morte é oportunismo ou vontade de aparecer.

Na minha casa eu sempre digo: quando eu morrer, não quero festa muito menos gente que nunca tive relacionamento chorando ao meu lado, heim?! (rsss).

E vamos que vamos e que Deus o tenha!

Luiz Augusto Reis Almeida
Ps.: Depois dessa, quero ver o que se o Pânico vai zoar o “difunto”.

h1

Prison Break vale muito mais que R$1,99

terça-feira, 3 fevereiro, 2009

prison_break_ver4_posterOntem começou a ser exibido na rede Globo o seriado Prison Break. Confesso que tenho pânico do horário que as séries são exibidas na emissora, mas fico feliz ao ver um seriado tão excepcional como Prison Break já está disponível nas telinhas da TV.

Para quem não sabe, esse seriado vale muito mais que R$1,99! Prison Break narra a situação desesperadora vivida pelo engenheiro Michael Scofield, que tenta a todo custo tirar seu irmão, Lincoln Burrows, do corredor da morte.

Prison Break narra a situação desesperadora vivida pelo engenheiro Michael Scofield, que tenta a todo custo tirar seu irmão, Lincoln Burrows, do corredor da morte.

Acreditando que Burrows é inocente e querendo salvá-lo, o brilhante engenheiro não tem muitas opções a não ser criar um plano para tirá-lo da penitenciária estadual de Fox River. Dentre os primeiros passos do plano, o engenheiro tatua em seu corpo toda a planta do presídio, lembrando que o próprio Scofield trabalhou na restauração da prisão e conhece detalhadamente o local. Após isso, Scofield assalta um banco para ser preso no mesmo presídio que está seu irmão.

Em meio a corredores e passagens que compõem a complexa tatuagem, outras figuras são marcadas na pele de Scofiled para que ninguém consiga decifrar a imagem e também conteúdo que compõe o plano de fuga.

O plano de fuga, que inicialmente era apenas para os irmãos, é obrigado a ser compartilhado com alguns presidiários e algumas alianças são formadas. O primeiro a participar da estratégia é o companheiro de cela de Scofield, Fernando Sucre. Em compensação, algumas alianças não são tão seguras, pois alguns personagens perigosos do meio do crime entram aos poucos no “time de fuga”, dentre eles o ex-chefão da máfia, John Abruzzi, e o estuprador Theodore Bagwell.

Ainda dentro de Fox River, Scofield cria uma relação de fidelidade com a filha do governador do Estado e médica da prisão, a Dra.Sarah Tancredi. Já fora do presídio, o engenheiro tem a seu favor apenas a sua advogada e amiga de infância, Verônica Donovan, que já teve um caso amoroso com Burrows.

Quem gosta de uma boa dose de ação Prison Break é perfeito. Baixe o primeiro episódio da série aqui e confirme: Prison Break vale mais que R$1,99!