Posts Tagged ‘Em cartaz’

h1

Mais cinco em cena

sexta-feira, 7 agosto, 2009

Galera,

Primeiramente peço desculpas por não ter postado o cine em cena da semana passada. Na verdade estou mais que “apertado de costura”. De qualquer maneira fiz uma seleção com cinco filmaços para agradar gregos, troianos e até incas. Então vamos ao que interessa. O esquema da nota vocês já conhecem, certo?! (Se não conhece, leia). 

a-mulher-invisivel-cartazMulher invisível: Pedro (Selton Mello) acreditava no casamento, mas foi abandonado pela esposa. Após três meses de depressão e isolamento, ele ouve batidas na sua porta. É a mulher mais linda do mundo pedindo uma xícara de açúcar: Amanda (Luana Piovani), sua vizinha. Pedro se apaixona por aquela mulher perfeita, carinhosa, sensível, inteligente, uma amante ardente que gosta de futebol e não é ciumenta. Seu único defeito era não existir. 

Nota 5. Vi no cinema e achei muito bacana. Há um bom tempo estou vivendo a paixão por cinema nacional. Não que tenha sido uma superprodução, mas está cada vez mais se firmando no cenário. A atuação de Selton Mello foi espetacular. Como foi em “Lisbela e o prisioneiro”, e assim como está sendo em todos os seus papéis. Talvez “Mulher invisível” não tenha sido o melhor filme nacional do ano, mas está entre os três mais. Detalhe: o melhor, até então, foi o Divã. Obs.: “Cuecas” de plantão, a chata da Luana Piovani aparece em todas as cenas com trajes bem “interessantes”. Precisa comentar mais?

x-men-origens-wolverineX-Men Origens: Wolverine
Antes de se juntar aos X-Men, Wolverine inicia uma busca pela verdade sobre seu passado, que envolve seu complexo relacionamento com Victor Creed, o Dentes-de-Sabre, e o programa Arma X. 

Nota 4. Para o estilo agradou, mas esperava mais. Apesar de ser a origem do personagem, achei muito estranho o final do filme. É óbvio que era de se esperar, mas… Wolverine sempre foi o X-Man de maior destaque e por isso esperava um filme muito acima da média. E não foi. Na trama a atuação de Victor Creed é até mais interessante do que a própria origem de Wolverine. Aposto que os HQ´s, os fascinados por gibis, não gostaram do filme. 

serialSerial Killer
Durante as investigações do assassinato da ex-amante do Dr. Sam Charney (Rutger Hauer, de Blade Runner, O Caçador de Andróides), a experiente detetive Della Wilder (Pam Grier, de Jackie Brown) acaba descobrindo uma série de misteriosos assassinatos de mulheres que, de alguma forma, estão ligados a uma grande e poderosa companhia farmacêutica. Agora, depois de ter descoberto essa terrível e mortal conspiração, Della precisa resolver rapidamente o caso, antes que ela e o doutor acabem mortos.

Nota 4. Brutal, heim?! Que nada… Filme de investigação bem legal. Cheio de reviravoltas, mas só não ganhou nota máxima porque o final é muito previsível.

sombraNa sombra do crime
Quando um conhecido dublê de Hollywood, Jimmy Pierazzi (Lillo Brancato) – amigo de infância do assassino de aluguel  Eric O’Byrne (Matthew Modine) – morre em um trabalho supervisionado por Lance Cooper (James Caan), alguém pede a morte de Cooper e contrata Eric para fazê-lo. Para conseguir sucesso em sua missão, Eric resolve aproximar-se da filha de Cooper, o caminho  mais fácil para chegar ao alvo. Mas, na tentativa de realizar o serviço, acaba apaixonando-se pela filha de seu alvo e descobre que Cooper não teve nada a ver com a morte de seu amigo, foi apenas um acidente provocado por um erro de Jimmy.

Nota 4. Achei que terminar esse filme seria a coisa mais complicada do mundo. Pelo contrário. A trama é bem legal. Nota 4. Sem muito louvor, mas não é de arrepender.

12-e-demais-poster02Doze é demais
Tom Baker e Kate Baker conseguiram uma proeza certamente admirável: ter 12 filhos. A família, apesar de demasiada grande, é feliz e muito brincalhona. Apesar das bagunças eventuais, eles vivem em paz e harmonia, numa pequena cidade chamada Illinois. Tom Baker é um técnico de um time de futebol americano e, após conseguir uma promoção invejável, tem de se mudar para a cidade grande. É claro que toda a família vai junto. Quando Tom começa a não ter tempo para seus filhos, a confusão começa. 

Nota 3. Na seleção da semana não poderia faltar o besteirol, né?! Esse é bem água com açúcar. Não é dos piores, mas também não é aquele filme, que pode ser indicado.

Agora é preparar a pipoca, o refri e bom filme!

h1

Só filmão!

sexta-feira, 24 julho, 2009

Mais uma semana, mais uma edição do Cine em Cena. A escala é a seguinte: de 0 a 2, não assista – não vale nem R$1,99! 3 é por sua conta, assista e tire sua conclusão. 4 e 5 eu “agarantio”: pode assistir sossegado, vale R$1,99!

iceage3poster2A era do Gelo 3:  Scrat continua tentando agarrar a noz fujona (e nesse processo, talvez acabe encontrando o verdadeiro amor); Manny e Ellie esperam o nascimento de seu bebê mamute; a preguiça Sid forma sua própria família adotiva seqüestrando alguns ovos de dinossauro; e Diego, o tigre dentes-de-sabre, se pergunta se não está ficando molenga demais devido à convivência com seus amigos. Em uma missão para resgatar o azarado Sid, a turma se aventura por um misterioso mundo subterrâneo, onde dão de cara com dinossauros, lutam contra plantas carnívoras de fúria assassina e conhecem uma destemida doninha de um olho só, caçadora de dinossauros, chamada Buck.

Nota: 5. Tive coragem de ir ao cinema para assistir esse filme. Adorei. Uma animação bem ao nível da primeira e da segunda edição de “A era do Gelo”. Para o estilo, nota 5! É diversão garantida… 

videnteO vidente:  Cris Johnson possui o dom de prever detalhadamente os acontecimentos que ocorrem à sua volta. Cansado de todos os exames que fazia quando jovem, o que chamou a atenção do governo americano, ele decide mudar de nome e vai trabalhar como mágico em Las Vegas. Mas, quando um terrorista ameaça explodir uma bomba em Los Angeles, a agente Callie Ferris faz de tudo para convencê-lo a ajudar o governo e tentar evitar uma tragédia.

 Nota: 5. Muito bom! A sinopse, que para mim é muito estranha, esconde um filme cheio de ações e com uma interessante. Em alguns momento o ritmo do filme cai, mas nada que possa tirar o brilhantismo da obra.  

loucas-por-amor-poster01Loucas por amor, viciadas por dinheiro: Bridget Cardigan é uma dona-de-casa dedicada. Quando seu marido Don é demitido e ela descobre que pode perder sua casa e a vida confortável, aceita a única vaga disponível no Banco Central americano, após anos sem trabalhar. Lá, percebe ter muito em comum com suas colegas de trabalho: Nina, uma mãe solteira com dois filhos para criar, e Jackie, uma livre e exuberante mulher, sem nada a perder. Cansadas de um sistema que subestima seus valores e sonhos, as três amigas se unem e põem em ação um roubo ao banco.

Nota: 5. Esse sim parecia ser uma b****. Que nada! Filme muito legal, com uma trama mais que bem bolada, mas com um final muito trucado. Talvez por isso não tenha sido um 5 com tanto louvor.

fim_dos_temposFim dos tempos: Uma crise ambiental cataclismática, de larga escala, força a humanidade a combater a natureza para sobreviver. Um força ou vírus estaria fazendo a população enlouquecer e cometer suícidio. Elliot Moore é um professor de ciências que tenta proteger os seus filhos da fúria da natureza.

Nota: 4. Se o filme citado acima parecia ser ruim e arrebentou, “Fim dos Tempos” deixou a desejar. No canal Telecine ele foi muito anunciado e parecia ser a oitava maravilha. Não foi. É até interessante, tem um final bem holiudiano e já deixa indícios do próximo filme “Fim dos Tempos”.

13-homens-e-um-novo-segredo-poster04Treze homens e um novo segredo: Danny Ocean e seus comparsas se unem novamente para vingar seu velho amigo Reuben Tishkoff, que foi enganado por Willie Banks, magnata dono de um grande cassino em Las Vegas. Desta vez, o plano para quebrar o inimigo consiste em fazer com que cada jogador no cassino de Banks ganhe dinheiro a cada nove minutos.

Nota: 3. Esse eu esperava muito. Não gostei. Chato e dá sono. Tem até uma história interessante, mas está longe de ser o sucesso que foi “Onze homens e um segredo”.

Então é isso, moçada… Aos que gostam de um bom filme, as dicas seguem acima! Agora é só preparar a pipoca e cair “matando”.

h1

E se tivesse matado?

quarta-feira, 1 abril, 2009

operacao

Por Luiz Augusto Reis Almeida

Na última quarta-feira, 26 de março, fui ao cinema assistir um filme. Nem sabia qual, para ser sincero. Escolhi um, entrei na sala e sentei com meus “apetrechos” – pipoca e refri. Fui assistir o filme “Operação Valquíria”. Pelo nome, não esperava muita coisa.

Eu estava enganado! É um filmaço, daqueles que não dão um “pingo” de sono.

A história se passa durante a Segunda Guerra Mundial e começa com um grande conflito na África. A partir daí, o coronel Claus von Stauffenberg (Tom Cruise), bastante ferido no combate, retorna a Alemanha para iniciar a sua vida. Após o “trauma”, o coronel se une a resistência alemã e monta uma estratégia para matar Hitler e assumir o governo.

A única critica é que, apesar do longa ser baseado em fatos reais, achei muito “viajado”, ou melhor, a operação para matar Hitler foi tão bem organizada, mas tão bem organizada, que cheguei até a duvidar do quanto os fatos eram reais. Outra: e se a operação desse certo? Nossa história teria sido completamente diferente, heim?!

Outro detalhe: quem nunca viu o Tom Cruise se destacar, ou ainda tem dúvida do quanto o ator é bom, veja este filme. O cara deu um show!

Bom, é isso! Recomendo! Vale R$1,99 fácil, fácil…