Posts Tagged ‘Cuca’

h1

Burocracia made in Brasil

domingo, 3 maio, 2009

justicaSabe aquele esporte que tanto amo?! Aqueeele, que tem como objetivo maior o gol? Então… Ele mesmo, o futebol! O atacante fez o gol, levantou a camisa e levou o cartão amarelo. Está na regra, eu sei. No outro dia o cara fez o gol, comemorou fazendo “chororô”, virou assunto da mídia e corre o risco de ser punido.

 

Se não bastasse ter que ficar calado a semana inteira, os jogadores não podem comemorar. Entenda: ficar calado a semana inteira significa dizer que o jogador não pode falar coisas do tipo: iremos vencer, somos melhores, temos mais time, vamos para cima deles… O cara tem que ser um padre ou pastor, não pode nem ressaltar o que seu time está treinando para vencer. Que coisa chata! Futebol está ficando chato…

 

Outro dia um jogador tanto gosto, o Juan, que conquistou a torcida por causa dos seus dribles, levou uma grande finta e fez um alvoroço tremendo… Quase matou o jogador botafoguense.

 

Agora o técnico do Flamengo, o Cuca, foi punido por 90 dias por ter comparecido no vestiário do time, tendo em vista que ele estava cumprindo outra pena.

 

Sinceramente, puta palhaçada! E jogar futebol, alguém quer? Agora o lance é o seguinte: você faz o gol e não pode comemorar, muito menos falar alguma coisa.

 

Vamos deixar a coisa rolar, pô! O cara driblou, palmas para ele. Se ele fez isso é porque tem condição. Não gostou, treine e faça o mesmo com alguém.  Isso é futebol! Como não se pode fazer isso, vem um Supremo Tribunal de Justiça Desportiva e pune o cara.

 

Desse jeito, nosso futebol não vale Nem R$1,99! lberto Torres comentando a respeito de tais dribles, comentomparecido no vesti[arioles, levou uma grande finta e fez um alvoroçCoisa chata, burocrática… Estão transformando o futebol em um espaço burocrático, chato, ridícula e, acima de tudo, hipócrita!

Anúncios
h1

Pagamento já!

quarta-feira, 11 março, 2009

Nem se o Cuca fizer milagre...

Nem se o Cuca fizer milagre...

Pelo flamenguista Luiz Augusto Reis Almeida

Antes mesmo de comentar qualquer coisa, quero deixar claro que sou flamenguista desde o meu primeiro dia da vida. Como costumo dizer, quem torce pelo Flamengo não vira, e sim nasce. Mesmo assim não posso enxergar o meu time como um mero espectador, afinal de contas, como torcedor, faço parte do time, da história deste clube que amo desde o nascimento.

Faça agora um exercício de imaginação. Se por acaso o seu chefe, ou melhor, a sua empresa, deixasse você na merda pior sem pagar os seus salários, o 13º, os encargos trabalhistas e outros, o que você faria? Se ficasse dois, três meses atrasados, qual seria a sua atitude? Acordaria cedo, iria trabalhar, daria o “sangue”, aguentaria broncas, exigências e outras coisas mais? Se você aceitaria tudo isso, não quero ser seu colega de trabalho. Convenhamos, todos nós temos contas a pagar, temos as nossas famílias, as gandaias, temos que comer, beber… Enfim, temos o que fazer com o dinheiro (Se você não tem é só avisar que passo para você o número da minha conta– rs.)

Então, para qualquer jogador de futebol isso não é diferente. O “cara” criou o padrão de vida dele de acordo com o que ganha. Se ganha 150 paus, gasta 150. E assim vai. Guardar dinheiro é para poucos jogadores inteligentes. Pouquíssimos. Os demais, meus caros, gastam tudo que ganham e, dizer que o salário está atrasado é motivo para corpo mole. Ahh, você vai me falar de amor ao time, certo?! Que amor?Existe isso no futebol?

Então, diretoria “amadora” do Flamengo, que tal quitar os atrasados? Como vai conseguir o dinheiro? A torcida não quer saber, assim como não quero nem ver meus colegas me “zoarem” por causa dos resultados negativos dentro de campo. O time do Flamengo é até bom, tem potencial, mas se não quitarem os salários iremos para segundona.

Então, antes mesmo do campeonato brasileiro começar é bom que “experiente” Márcio Braga e o “honestíssimo” Kleber Leite, deem uma arrumada na casa, procure vender alguns jogadores para quitar as dividas com funcionários e demais atletas. Não adianta querer “jogar para torcida”, fazer gracinha, assuma a situação do time, negocie 2, 3, 4, jogadores se for preciso, e aprenda que o PLANEJAMENTO é o segredo de todo e qualquer negócio.

Sei muito bem que vocês estão colhendo os frutos (ou seria mato) do que foi plantado no passado. Se nada for feito agora, será que o Flamengo terá futuro? Então, dê o primeiro passo… 2007 e 2008 foi marcado pelos salários em dia e pela volta em massa dos torcedores aos estádios. Ficamos em lua de mel com o time. Foram os melhores anos do Fla nos últimos 15 anos. Agora, em 2009, não temos muito que comemorar. Mais que ser derrotado pelo Resende em pleno sábado de carnaval é ver o time não (a)pagar nem fogo na roupa.