Posts Tagged ‘Comic-Con’

h1

Comic-Con: Muitas novidades no painel de Heroes

terça-feira, 29 julho, 2008

Mesmo na correria não poderia deixar de falar do painel de Heroes. Então, vamos a ele. Começa a exibição de um vídeo pedindo aos fãs que escolham um novo herói para o seriado. O primeiro deles é Audrey, que tem o poder de acelerar o tempo dos outros e desacelerar o seu, ou então Santiago, que tem o poder de antecipar os eventos pela internet.

Na em um segundo momento é exibido outro vídeo na qual surge um homem com uma voz supersônica matando outros dois com o poder de sua voz. A cena é cortada e aparece Angela Petrelli vigiando do outro lado do vidro.

Termina o vídeo e aparece o comercial do lançamento das duas primeiras temporadas do seriado em Blu-Ray, que acontece nos Estados Unidos em 26 de agosto.

Já no palco surge um homem distribuindo DVDs da primeira temporada. No mesmo momento chega um dos produtores da série, Jeph Loeb, para moderar o painel. Segundo Loeb, “vocês vão querer falar a respeito do que verão aqui hoje”.

Então chega o elenco completo da série, além do criador de Heroes, Tim Kring. A grande novidade está na mão de Kring que anuncia que está com o primeiro DVD da terceira temporada em mãos e que vai exibi-lo no exato momento.

E realmente o primeiro episódio é exibido. Quem não gosta de spoillers, não leia o restante, ok?!

Então vamos ao que interessa, em suma, claro. Primeiro Mohinder e Ando ganharão poderes, enquanto Nathan e Claire morrem, mas logo ressuscitaram, sendo que o geneticista descobre a fórmula para dar poderes a pessoas comuns.

Quem viu garante que o episódio é excelente! Ainda no painel, um fã da série pede para que todos definam em uma palavra o que é a terceira temporada de Heroes. “Fantastico” – Jack, “Magical” – Claire, “Sexy” – Matt Parkman, “Profundamente negra” – Sendhil, “Montanha-russa” – Kyson Lee.

No meio do painel de Heroes uma gafe e muitas vaias. Uma pessoa da platéia afirma que não vê Heroes, mas que gostaria que a série fosse explicada para ele. Vaias, vaias e mais vaias. (Eu teria jogado até ovo).

Para terminar o painel um fã faz uma pergunta curiosa: “E se vocês pudessem pegar os poderes de outro super-poderoso, o que fariam? “Eu pegaria os de Sylar” – Milo Ventimiglia. Já Jack Coleman (Noah Bennet) diz: “Eu pegaria o de qualquer um!”. E Hayden Panettiere: “Eu gostaria de ter o de Niki na primeira temporada…”

Termina o painel com Kring dizendo: “Continuem falando de ‘Heroes’”. O mediador do painel afirma que o seriado voltará a ser exibido no dia 22 de setembro nos Estados Unidos.

Anúncios
h1

Comic-Con: Novidades de Lost

segunda-feira, 28 julho, 2008

O painel de Lost no Comic-Con algumas novidades e muitos esclarecimentos. O painel começa com alguns extras que estarão presentes no DVD da quarta temporada da séries, sendo que um deles trará os flashforwards na ordem em que acontecem. Entra em palco os produtores executivos do seriado, Damon Lindelof e Carlton Cuse. A dupla anuncia que a série tem um novo patrocinador: A Iniciativa Dharma. Sendo assim, eis que sobe ao palco o responsável pelo RH da iniciativa, Hans Van Eeghen. Vale lembrar que a Iniciativa Dharma vem realizando testes com os próprios participantes da Comic-Con e, segundo ele, os testes não estão bons. Eeghen mostra um vídeo com alguns desses testes.

Lost é realmente um série muito interessante. Os produtores estão conseguindo unir a realidade e a ficção.

Após o vídeo, o RH da iniciativa convida alguns recrutas que se saíram melhor no teste. A partir de segunda-feira (hoje) os interessados em entrar para inciativa poderão acessar o site dharmawantsyou.com.

Agora vem a melhor parte: perguntas. A primeira delas é “Quando Desmond virou a chave na escotilha, a ilha se moveu?”. Lindelof: “Não, mas algo aconteceu”. “Jin e Locke realmente morreram?”. Cuse: “Jin e Locke ainda estarão na série de alguma forma”. Aproveitando o momento, Lindelof garante que Lost terá 17h a partir de fevereiro de 2009, e outras 17h para completar a sexta e última temporada.

“Qual episódio vocês mais amam?”. Cuse responde sem dúvidas: “The Constant”, enquanto Lindelof garante que a primeira temporada foi especial. Agora vem uma boa notícia a respeito de Danielle Rousseau. Quando perguntando se veremos um flashback dela, Cuse afima que “vocês definitivamente verão a história de Rousseau nesta temporada, mas não podemos dizer que será em um flashback. Faremos a coisa um pouco misturada desta vez, com flashbacks e flashforwards”. Lindelof: “Mas Rousseau estará nesta temporada sim”.

“O que aconteceu com Vincent?”. Lindelof: “Vincent aparecerá na quinta temporada!
“E o triângulo amoroso?”. “Não podemos responder sobre isso, mas claro que este é um assunto importante”. Nesse meio tempo, quem entra no palco? Ele, Matthew Fox, o Jack. “Kate voltará a ver Sawyer?”. E Lindelof diz: “Sim, ela voltará a vê-lo!”.
“O que acontecerá com o bote que levava Faraday e aqueles outros sobreviventes?”. Lindelof: “Faraday deve sobreviver, mas não sei quanto aos outros que estavam com ele e que nunca disseram uma palavra na série”.”O quanto iremos avançar ou voltar no tempo?”. Lindelof: “Quando esta quinta temporada começar, vocês não saberão em que época estaremos. Faremos as coisas diferentes desta vez”. “E sobre o segundo protocolo?”. Lindelof: “Naquele livro do capitão Gault temos uma série de procedimentos e conseqüências que irão ser mencionadas na quinta temporada”. “Vocês têm tudo, tudo planejado desde o começo da série?”. Cuse: “É impossível ter tudo planejado desde o começo… Na sala de roteiristas, tentamos imaginar situações complicadas e um jeito de resolvê-las. É o que fazemos!”. “Qual a idade de Richard Alpert?”. Cuse: “Ele é bem velho. Já demos a dica que envelhecer na ilha é um processo diferente; então, esse é um mistério que vamos manter no ar para vocês continuarem vendo a série”. Fox brinca de “chutar” a idade de Alpert: “105 anos”. Lindelof: “Errou”.

“As pessoas na ilha estão sendo observadas?”. Antes de responder, uma das pessoas responsáveis por recrutamento da Dharma entra no palco e diz que os roteiristas estão falando muitas mentiras. No mesmo momento começa a passar o vídeo do tal garoto.

O vídeo foi filmado pelo garoto e mostra ele entrando na cabine de testes da Dharma e lá ele assistindo um vídeo com Marvin Candle, que revela seu nome verdadeiro, Peter Cheung, e afirma que está na ilha para fazer parte de experimentos envolvendo equações de Eistein. Engraçado foi que o braço de Candle, ou melhor, Cheung, estava lá. E, como vocês, fãs da série sabem, ele não tem um braço. O Cheung afirma também que, no futuro aconteceu uma Purgação e que ele e seus colegas da Dharma estarão mortos. O vídeo começa a apresentar muitas interferências e acaba. Enquanto isso, o garoto sai correndo. Eeghen, por sua vez, afirma que o tudo aquilo era uma palhaçada, e sai bravo. Lindelof e Cuse encerram o painel.

h1

Brasileiros são premiados no Comic-Con

sábado, 26 julho, 2008

O Brasil deixou sua marca no Comic-Con, em San Diego, Estados Unidos. O evento, que é o mais importante evento de quadrinhos e séries de TV do mundo, premiou na noite da última sexta-feira os irmãos Gabriel Bá e Fabio Moon e do quadrinista Rafael Grampá na categoria melhor antologia. O troféu foi conquistado pela revista independente “5”, que inclui também histórias de Becky Cloonan e Vasilis Lolos.

Se não bastasse, Bá subiu outra vez ao palco para receber o prêmio de melhor série limitada por “The Umbrella Academy”, HQ da Dark Horse com roteiro de Gerard Way, da banda My Chemical Romance e desenhos do brasileiro.

Na seqüência da premiação, o “brazuca” Bá foi chamado para entregar o prêmio de melhor HQ digital para o irmão Fábio Moon pela HQ “Sugar Shock”.

É isso aí, o tempero verde-amarelo presente no Comic-Con. Sinceramente, não conheço nem um dos brasileiros em questão, mas com tantos prêmios, os caras devem ser feras.

h1

Comic-Con: Novidades de Dexter (*game e tudo mais)

sexta-feira, 25 julho, 2008

No principal evento de quadrinhos e séries do mundo, o Comic-Con, que está acontecendo na cidade de San Diego, Estados Unidos, veio uma bela novidade para os fãs de Dexter.

No painel de Dexter, foi anunciado que o “estudante” se torna o “mestre”, ou seja, Dexter Morgan deixará de seguir o código do seu pai adotivo, Harry. Segundo um dos participantes do painel, o produtor da série, Clyde Phillips, “Dexter pegará o código de Harry e se tornará o dono deste código”. Phillips afirma também que chegou à hora do nosso psicopata predileto viver um relacionamento amoroso normal. Agora resta saber o que ele quis dizer com isso… Será que Dexter vai unir as “escovas de dente” com Rita, ou vai aparecer um novo amor na vida de Dex? Assim como apareceu Lyla, se é que podemos considerá-la como um grande amor do personagem.

Passando a palavra para Michael C. Hall, ator que interpreta Dexter Morgan, ele afirma que para não se inspirou em ninguém para viver o personagem. “Dexter é único”, disse Hall, que declarou também que mesmo assim leu perfis de psicopatas na ficção e na vida real.

Já no fim do painel, eis uma outra boa notícia. Segundo Mark Echo, da empresa de videogames Echo Enterprises, Dexter vai ganhar um game que vai rodar exclusivamente em Iphone e iPod Touch. Echo ressaltou que o jogador poderá usar o aparelho como uma faca e terá que utilizar mensagens SMS.

É esperar… Quem nunca viu a série, recomendo. Poucas séries que vi são tão intrigantes e boas como Dexter. É uma série que tem respostas no fim da temporada. Não ficam lacunas, apenas curiosidade em saber como a vida do psicopata será alterada após o “evento” que marca o fim da temporada. É isso aí!