Posts Tagged ‘Ben’

h1

Até que enfim ele…

segunda-feira, 21 setembro, 2009

serieConfira os principais ganhadores da 61ª edição do Emmy Awards, que aconteceu no último domingo (20). A premiação representa algo como o Oscar dos seriados e premiou o ótimo Michael Emerson – e olha que venho dizendo isso há três  anos. Até que não estava tão errado assim…

Veja os vencedores das principais categorias:
Melhor série de drama
“Mad men”

Melhor atriz de drama
Glenn Close, “Damages”

Melhor ator de drama
Bryan Cranston, “Breaking bad”

Melhor atriz coadjuvante de drama
Cherry Jones, “24 horas”

Melhor ator coadjuvante de drama
Michael Emerson, “Lost”

Melhor série de comédia
“30 rock”

Melhor atriz de comédia
Toni Collette, “United States of Tara”

Melhor ator de comédia
Alec Baldwin, “30 rock”

Melhor atriz coadjuvante de comédia
Kristin Chenoweth, “Pushing daisies”

Melhor ator coadjuvante de comédia
Jon Cryer, “Two and a half men”

h1

Perdidos no tempo e no espaço

quarta-feira, 11 março, 2009

lost-quinta-temporada02Sou fã declarado de Lost há um bom tempo. Em compensação, a quinta temporada do seriado está um “porre” mais fenomenal que vodka com cachaça (Arght!). Estou no oitavo episódio da quinta temporada, acompanhando graças aos downloads pós exibição na TV americana e, cada vez mais, chego à conclusão que a história de Lost foi para um caminho muito “viajado”. A ficção tomou conta de tal maneira que não consigo ver um final plausível para os sobreviventes do voo 815.  Realmente parece que os produtores do seriado, Damon Lindelof e Carlton Cuse, que cansei de elogiar, estão perdidos no tempo e no espaço em Lost – assim como está acontecendo nos episódios. Será que deu um clarão neles?

Pior ainda, estava esperando muitas respostas ao decorrer do seriado, mas as perguntas só estão aumentando. Quando conseguem desvendar algum mistério de Lost, aparecem com mais duas, três e até quatro perguntas. Os mistérios estão multiplicando mais que jogar água em Gremlins.

Enquanto muitos seriados precisam conectar os fatos com apenas uma “corda”, Lost precisará de quase uma teia de aranha para conseguir conectar todo o enredo da série. Por essas e outras, a quinta temporada de Lost ganhou o prêmio máximo (ou seria mínimo?) deste blog: não vale Nem R$1,99!

h1

Sai a lista dos indicados ao “Oscar” das séries de TV

quinta-feira, 17 julho, 2008

A Academia de Artes e Ciências da Televisão anunciou nesta quinta-feira os indicados ao Emmy 2008, prêmio máximo da TV americana para os seriados. Eu, como fã e apaixonado por séries de TV, não poderia deixar de postar aqui a minha ótima sensação e os meus favoritos para o prêmio que será entregue no dia 21 de setembro, em Los Angeles.

Confira alguns dos indicados e meus comentários (e torcida):

– MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA

“Boston Legal”
“Damages”
“Mad Men”

“Dexter” –
Merece muito! O enredo da série é espetacular, magestral. Este ano foi a melhor série que vi.
 
“House” – Boa série, mas não merece o prêmio.
“Lost”
 – Lost é sempre Lost… Mas mesmo assim não acho que este tenha sido o ano da série. Há dois anos até concordaria com o prêmio, mas em 2008 a melhor foi Dexter.

– MELHOR ATOR DE DRAMA
Gabriel Byrne (“In Treatment”)
James Spader (“Boston Legal”)
Brian Cranston (“Breaking Bad”)
Jon Hamm (“Mad Men”)
Hugh Laurie (“House”) –
Muito bom ator. Laurie dá um show de interpretação na pele de Dr. House. Merece o prêmio.
Micheal C. Hall (“Dexter”) –
Também fantástico, mas a interpretação com o Dr. House foi melhor.

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE DE DRAMA

William Shatner (“Boston Legal”
Ted Danson (“Damages”)
Zeljko Ivanek (“Damages”
John Slattery (“Mad Men”)
Michael Emerson (“Lost”) – Até que enfim indicaram o melhor ator coadjuvante há dois anos. Emerson dá um show de interpretação. Vale lembrar que ano passado o “Ben” de Lost foi homenageado pelo também bom ator Terry “Locke” O’Quinn em seu discurso como vencedor na mesma categoria. Agora chegou a vez de Michael “Ben” Emerson receber o prêmio.

 

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE DE DRAMA
Candice Bergen (“Boston Legal”
Rachel Griffiths (“Brothers & Sisters”
Chandra Wilson (“Grey’s Anatomy”
Sandra Oh (“Grey’s Anatomy”
Dianne Wiest (“In Treatment”)

 NÃO GOSTEI. Acho que faltou a indicar Elizabeth “Juliet” Mitchell de Lost, que também deu um show.

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DRAMÁTICA

“Boston Legal” (episódio “The Mighty Rogues”, dirigido por Arlene Sanford)
“Breaking Bad” (episódio piloto, dirigido por Vince Gilligan)
“Damages” (episódio piloto, dirigido por Allen Coulter)
“Mad Men” (episódio “Smoke Gets In Your Eyes” (piloto), dirigido por Alan Taylor)
“House” (episódio “House’s Head”, dirigido por Greg Yaitanes) –
Aposto e torço por House, mas não tenho propriedade para falar de direção.

Para o seriado que tanto gosto e acompanho, Lost, as indicações não param por aí. o seriado foi indicado como a melhor fotografia, com John Bartley por “The Constant”; melhor trilha de episódio com Michael Giacchino pelo mesmo episódio; melhor edição de episódio por “There’s no Place Like Home (Partes 2 e 3)”; melhor edição de som por “The Shape of Things to Come”; e melhor mixagem de som por “Meet Kevin Johnson”.

Se não bastasse, a série para celulares, “Lost: The Missing Pieces”, concorre a melhor programa de entretenimento de curta-metragem.

Será que o ano é de Lost? Tomara que sim, mas a melhor série dramática deveria ser para Dexter, como citei acima. Foi a melhor do ano, disparada! Agora é ficar na torcida mais que especial pelas três indicadas que tanto gosto.