Posts Tagged ‘atendimento ao cliente’

h1

Afogue com a Submarino

segunda-feira, 22 junho, 2009

subHá algumas semanas encomendei um produto na Submarino (site submarino.com) e ele chegou rapidinho. No dia que fiz a encomenda, a Submarino entrou em contato comigo por telefone, me atendeu como se fosse o último pedido deles, e fui muito bem tratado. Virei um cliente “especial”, como deve ser com todo e qualquer cliente, afinal de contas, a crise e a concorrência fazem com que todo cliente deva ser tratado como uma celebridade. Brincadeira (com fundo de verdade) à parte, a situação foi simples: comprei, recebi, mas o produto veio amassado na lateral. Era uma esteira ergométrica que, só de escrever já me deu um cansaço tremendo.

Bom, mesmo assim comprei e não imaginava o problema que teria. Ela veio amassada justamente no local onde colocava uma espécie de parafuso. Sendo assim, o parafuso entra torto (na minha terra isso é “enjambrado”) e ela não fica 100% presa. Desse modo entrei em contato com a Submarino e o tratamento não foi exatamente vip.

Primeiro porque pediram para eu aguardar por quase 30 dias para uma pessoa pegar a esteira na minha casa, enviar para a central (sei lá onde que é isso, se é São Paulo, Rio ou Ribeirão Preto), e depois eles enviariam outro produto para mim. Em suma, daqui a 60 dias eu já estaria com o produto na minha casa. Isso mesmo, 60 dias. E olha que já paguei o produto!

Agora, convenhamos: esperar 60 dias para pegar um produto que já está pago?! Porque tanta dificuldade? Qual é o problema de enviar uma outra peça e levar a danificada. “Isso mesmo, a Submarino é assim, meu Sr.”, afirmou a atendente. E eu, mais uma vez, levei “chumbo pela asa” nessa empresa que se diz expert em e-commerce.

Como fiquei irritado, resolvi pagar alguém para resolver o problema para mim na minha própria casa. É melhor assim a contar com a “boa vontade” da tal da Submarino. E olha que comprei duas vezes na empresa e tive surpresa negativa em ambas. O que dizer?! Sim, além de ser bobo, por compra novamente, digo que a Submarino não vale Nem R$1,99. E se for comprar lá, desejo a você uma ótima sorte! Se tiver, parabéns! Se não… seja paciente e entenda a política da empresa em questão.

Anúncios
h1

Coisas que não entendo… (1º post da série)

segunda-feira, 20 abril, 2009

bomba_gasolina3Já no posto de gasolina, estava com um vale para colocar “petróleo” no meu carro.

Frentista: Quanto é seu crédito?! Perguntou o frentista, já com a bomba de gasolina em mãos.

Eu: R$67,60.

No meio da conversa, eis que surge uma pessoa que, acredito eu, seja o cara mais antigo do lugar, meio com cara de bronco, sem mal desejar uma boa tarde, muito menos um “olá”. Vou chamá-lo de “Bronco”.

“Bronco”: É R$67,58, e não R$67,60.

Meio sem jeito, fiz minhas contas para descobrir em que local esse “cabeça de bagre matemática” jornalista errou. Errei porque não fiz a conta com o valor “real” do combustível: era R$2,599, e não R$2,60, como eu fiz a conta. Sem muita paciência para conversar a respeito do valor R$2,599, que não existe em lugar algum, apenas em posto de gasolina, fui logo dizendo:

Eu: Então é isso. R$67,58. Desculpa aí, meu amigo (tentando pelo menos ser simpático e educado).

E a “cena” continuou. Meio sem entender o que estava passando, o frentista, que já estava abastecendo, parou a bomba no valor R$67,55.

Frentista: “Sr. Bronco”, é R$67,55?!

Na mesma hora pensei: R$67,58. Não falei nada para não ser “cricri”.

Como o “Bronco” não respondeu, o frentista repetiu a pergunta para mim e eu respondi de maneira taxativa.

Eu: Não, é R$67,58!

Pensei: ora bolas, se dois centavos faria a diferença para o posto de gasolina, por que não faria a diferença no meu humilde bolso?! Certo é certo, meu Sr. Tenta colocar três centavos aí que vou ficar de camarote assistindo.

Agora surge a dúvida: se não existe o R$2,599, por que ainda utilizam? Quem está legitimando essa “coisa”? E se eu chegar no posto com R$2,60 e pedir um litro de gasolina, como eles me darão o troco??? Vai entender…