Posts Tagged ‘Acidentes’

h1

Domingão “especial”

domingo, 22 março, 2009

Não sou de reclamar da vida. Pelo contrário, agradeço todos os dias o dom de acordar, de abrir os meus olhos, sair da minha cama, escovar os dentes, tomar aquele banho demorado, tomar o meu cafezinho, sair de casa, entrar no meu carro e seguir para o trabalho. Enfim, coisas simples que dou muito valor.

Em compensação, meu domingo foi de muito trabalho. Não, não vejo problemas. Até gosto. É óbvio que preferia ficar em casa, almoçar com a gatinha, dormir depois do almoço de conchinha, assistir um futebolzinho de leve, o jogo das quatro horas, o das seis… Bom, falando em futebol… Pelo menos o cenário poderia ser pior. Eu não vi o meu Flamengo ser derrotado para o Vasco da Gama. Se não bastasse, também não vi o show do Los Hermanos na Multishow.

Também não vi o Fantástico, muito menos o Pânico. O Big Brother?! Vixxxx…. Pô, que domingão foi esse, heim?! De fato, o meu domingo não valeu nem R$1,99!

h1

Privatize já, privatize já…

quarta-feira, 19 novembro, 2008
Aqui o buraco é mais embaixo...

Aqui o buraco é mais embaixo...

Talvez uma das coisas mais importantes para a nossa vivência e que não vale nada, muito menos R$1,99 são as estradas do “nosso” Brasil. São buracos, pedras, falta de sinalização e tudo que possa colocar a nossa vida em risco. Esse é o retrato de um país desleixado, sem condições de colocar algo digno para a população desfrutar.

Assim, estou cada vez mais convencido que a privatização é a grande solução para o atual caos. Vide BR 381 que, desde que foi privatizada, está um tapete digno de pagar o pedágio (ainda não começaram a cobrar, mas em breve será cobrado).

Talvez seja caro, como é em outras rodovias, mas mesmo assim acho que vale a pena. Infelizmente a única coisa que não podemos comprar é a nossa vida, por isso sou a favor da cobrança do pedágio por uma rodovia transitável.

Afinal de contas, no buraco que andamos atualmente são grandes as chances de um acidente grave. E aí, moçada, não adianta chorar: é carro que é destruído, hospital, ambulância… Vamos parar por aqui para não terminar tão mal.

Já sei que você deve estar se perguntando: e o IPVA? Seguro obrigatório? Eles não nos garantem uma estrada digna? Então por que pagar pedágio? Bom, para onde vai eu não sei, apenas quero garantir a minha vida e me livrar da dependência dos nossos políticos de merda.

Voltando pela mesma estrada, ou melhor, para as nossas rodovias, prefiro dizer apenas uma coisa: rodovias esburacadas, mal sinalizadas, destruídas, você não vale Nem R$1,99!