Archive for the ‘Pequim 2008’ Category

h1

O maior time de volei de todos os tempos

domingo, 24 agosto, 2008

Acordei de madrugada para ver o jogo de volei da seleção masculina e tive apenas uma conclusão: somos prata, com muita honra, e não podemos deixar de bater palma para essa seleção maravilhosa, que marcou época no esporte. Eles ganharam tudo… Não importa a cor da medalha, todos são vencedores! Acho curioso como alguns times nos marcam positivamente. Em se tratando de basquete, o time mais marcante é justamente o dream team dos Estados Unidos de 1992. Já no mundo do futebol destaco o meu Flamengo, campeão mundial na década de 1980, a seleção que jogou mais bonito, a de 1982, e a seleção mais eficaz, a de 1970. No mundo do volei essa seleção é a melhor que já vi em todos os tempos. É óbvio que esse ano foi o último de uma série que se iniciou há quase uma década. Os Estados Unidos venceram, mas isso não apaga o brilhantismo dessa geração de vencedores. Parabéns, Brasil! Vocês marcam a década e provaram ser a melhor equipe de volei da história do esporte.

Anúncios
h1

“Velejar” é preciso

quinta-feira, 21 agosto, 2008

Diferentemente de outros por aí, esse não pipoca. Mais uma vez ele, Robert Scheidt, consegue a façanha de levar uma medalha para o Brasil, desta vez de prata e na companhia do seu novo parceiro: Bruno Prada. A dupla de velejadores disputaram um lugar no pódio na Classe Star. E só, moçada… Não sei mais nada desse esporte! A não ser: “velejar” é preciso e nos dá medalha em todas as Olimpíadas.

h1

Vale tudo???

quinta-feira, 21 agosto, 2008

Vale medalha, mas vale tudo??? (retirado do Buzz).

h1

Superior por bem ou por mal

quarta-feira, 20 agosto, 2008

Norte americano é realmente um “bicho” muito estranho. A quem diga que metade se acha Deus, e a outra tem certeza que é justamente o Salvador. Em compensação, essa eu não esperava.

Enquanto a China já distanciou e muito dos Estados Unidos em medalhas de ouro, os jornais norte-americanos agora estão fazendo um quadro de medalhas bem diferente.

O que importa é o número de medalhas, e não quantas vezes seu país subiu ao topo do pódio. Vai entender… Quanta necessidade de ser superior, meu Deus!

h1

Adiós, Brasil!

terça-feira, 19 agosto, 2008

Desde que começou as Olimpíadas eu me recusei a falar da seleção de futebol. O motivo é simples: não agüento ver o time brasileiro jogar feito um timeco de quinta categoria. E isso, mais uma vez, aconteceu. O time comandado pelo “gênio” Dunga foi colocado para jogar com medo, defendendo, com apenas um atacante… Não preciso dizer que eu já sabia, afinal de contas isso é feio demais, até porque isso é um discurso de quem não tem personalidade de assumir seus erros.

Até achei que poderia daria certo, tendo em vista a partida consciente da equipe amarelinha contra Camarões. (Consciente é diferente de show de bola, baile, etc, etc, etc… ). Para variar, deu errado. Convenhamos: Brasil é Brasil. Temos que jogar feito time grande, os nossos adversários devem temer o nosso time. Em compensação, jogamos feito Honduras. E aí, a Argentina, que de boba não tem nada, bateu como se tivesse jogando contra Honduras.

Sinceramente, Sr. Dunga. Não dá! Vá treinar o América-RJ, o Madureira, o Tupi, o Atlético de Três Corações, Marianense… Enfim, seleção não dá! Já o Ronaldinho não foi dos piores, mas não dá para depender dele… Toda vez que ele precisa ser o camisa 10, aquele que decide, que assume a postura, que dá a cara pelo time, ele some… E aí, com essa combinação, adeus viola! Se não bastasse, no final do jogo, os atletas correm das entrevistas – exceto o meia Diego. É nessa hora que eu queria ver o Ronaldinho mostrar sua cara… Infelizmente ele não é jogador de assumir esse tipo de coisa. É apenas mais um, para ser sincero. RONALDINHO, VOCÊ NUNCA SERÁ UM CRAQUE NA SELEÇÃO, APENAS MAIS UM A VESTIR A CAMISA AMARELINHA! NUNCA SERÁ… ISSO É FATO! QUE SAUDADE QUE TENHO DE JOGADORES COMO ROMÁRIO E ZIDANE… GENTE QUE DÁ SANGUE EM CAMPO E ASSUME AS VITÓRIAS E AS DERROTAS!

Até breve, Brasil! Até o desembarque no Brasil, se é que vocês darão as caras por aqui…

h1

Cielo, o Cara!

sábado, 16 agosto, 2008

Existem muitas coisas que me emocionam. Não tenho o mínimo pudor em chorar se estiver com vontade. Muitas vezes, vendo alguém ficar emocionado, também fico. Em compensação, no mundo do futebol, por exemplo, poucas vezes vejo alguém chorar e também fico no mesmo estado. Quase sempre sei que o choro é fingido, com o intuito de fazer marketing. Já nas Olimpíadas fiquei emocionado várias vezes. Uma delas foi ontem, ao ver o bom César Cielo ganhar o ouro nos 50m e chorar no pódio. Simplesmente uma cena linda, que nos passou toda a emoção do atleta… Foi realmente algo puro de alguém que conquistou um grande feito. Não é pela vitória que nos emocionamos, mas sim pelo gesto sincero e cativante de Cielo. Parabéns, menino de ouro! Foi para Pequim como mais um e voltou com o “Cara” e ainda nos deixou esse gesto…

Quem quiser deixar uma mensagem para Cielo, basta entrar no blog do nadador e dizer o que você pensa… Parabéns, campeão!

http://cesarcielo.blog.terra.com.br/

h1

Bronze que vale ouro para o Brasil

segunda-feira, 11 agosto, 2008

As primeiras medalhas do Brasil vieram do Judô. Belo resultado e merecido para Leandro Guilheiro e Ketleyn Quadros. A propósito, que ipon foi aquele do Leandro Guilheiro?! De arrepiar… Vamos, Brasil!