Archive for junho \30\+00:00 2009

h1

Rapidinha Nem 1e99! (3)

terça-feira, 30 junho, 2009
Rapidinha é com o galo!

Rapidinha é com o galo!

  • Segundo o jornal “AS”, Fernando Alonso está muito perto de acertar sua transferência para a Ferrari. Ainda segundo o jornal, a escuderia não escolheu no se Alonso entraria no lugar de Felipe Massa ou Kimi Raikkonen. De qualquer maneira, acredito que se confirmar o boato, Alonso será o piloto número 1 da Ferrari.
  • Pelo visto o astro pop Michael Jackson não perdoou o pai pelas “chicotadas” da infância. Segundo o Wall Street Journal, no testamento feito por MJ, em 2002, seu pai não está entre os herdeiros. Haja gratidão;
  • A “fera” Rubens Barrichello, o eterno número 2, prometeu que irá homenagear Michael Jackson no pódio. O piloto afirmou que irá dançar moonwalk no pódio do próximo grande prêmio, na Alemanha. Esse é o Rubinho, sempre querendo “andar para trás”;
  • Após a queda de outro avião, desta vez o Airbus 310 com 153 pessoas a bordo, que caiu próximo às Ilhas Comores, as autoridades aeroportuárias confirmaram que uma garota de 14 anos foi retirada viva do Oceano Índico. “Cá entre nós”, quem sobrevive a um acidente aéreo só pode ter sete vidas;
  • E nada do Palmeiras contratar seu novo treinador. Dizem que o sonho era Muricy Ramalho ou Abel Braga. Mas a realidade é Dorival Júnior, Silas e o ex-lateral paraguaio Arce. De todos, Abelão é o que mais me agrada.

Por hoje é isso…

h1

Juizado-tartaruga

terça-feira, 30 junho, 2009
Por Júlio César Vasconcelos – http://geogente.wordpress.com/
tartaComo se não bastasse a onda de roubalheira que infesta o nosso País, a impunidade também anda a passos largos nos patamares da Justiça. É lamentável a inepcia e a morosidade que toma conta dos tribunais.
 
No dia 11 de julho de 2007, enquanto me dirigia para uma entrevista de emprego, trafegando com meu veículo por uma via preferencial, tive o carro fortemente abalroado por um maluco dirigindo um micro-ônibus que invadiu um cruzamento em “T”.
 
Infelizmente, como era de se esperar, o maluco, com medo de perder o emprego, não quiz assumir a “merda” que fez. Ironicamente, afirmava que o culpado era eu! Depois do tradicional bate-boca, fomos parar na Delegacia Policial, para lavrar o Boletim de Ocorrência.
 
Para complicar, depois de muito esperar, tive que, com muito jeito, orientar o milico de plantão, visto que redação não era o seu forte. Conclusão, além de perder a entrevista de emprego, quase perco a formatura de graduação da minha filha que se formava em Psicologia, justamente naquele dia!
 
Como precisava do véiculo, apesar de desempregado, fiz vários orçamentos, escolhi o mais “em conta”, enfiei a mão no bolso e mandei arrumar. Inconformado com a situação, resolvi dar entrada no Juizado de Pequenas Causas, buscando o ressarcimento. Idealista que sou, pensei que, diante de fato tão obvio, a justiça rapidamente seria feita! Ledo engano!
Pois bem, depois de quase dois anos, após ter que arrumar um advogado a preço de ouro e um  monte de papelada, fui convocado para a sexta audiência na semana passada e ainda sem qualquer resultado. Uma nova entrevista foi marcada para novembro! As testemunhas dos acusados não aparecem, os rábulas de defesa insistem na presença delas e a Meretíssima Juíza não tem competência e coragem bastante para tomar uma decisão, empurrando o “imbroglio” com a barriga até Deus sabe quando!,
 
 Quanto tempo desperdiçado, quanto dinheiro perdido por uma causa tão elementar! Coincidentemente O Bom dia Brasil! de hoje noticiou que um ex-banqueiro americano acusado de ter montado um dos maiores esquemas de fraude na história dos Estados Unidos, Bernad Madoff, de 71 anos foi condenado a 150 anos de prisão e prisão fechada, sem direito a liminar!
É realmente para pensar! Se com pequenas causas (elementares) não conseguimos decolar, quanto mais com as grandes!  Afinal de contas, quanto vale a Justiça no nosso País! … Infelizmente, como diria um jornalista grande amigo meu, do jeito que está, não chega nem às raias do R$1,99!
h1

Ctrl C – Ctrl V

sexta-feira, 26 junho, 2009

ctrlcHá alguns dias recebi um email de um conhecido com um texto meu. Sim, um texto meu a respeito de um tema polêmico que está rodando por aí e, o pior de tudo, sem assinatura, sem link para o blog e sem nada. Plágio?! Sei lá! Quem começou a enviar não assinou o nome de ninguém. Apenas está circulando. Por um lado, ruim, afinal de contas tem gente apropriando indevidamente do que é seu trabalho. Por outro lado, bom, pelo menos alguém gostou! Rs.

Contei o que aconteceu para um amigo e ele foi logo dizendo: “você é louco, coloca suas idéias em domínio público e agora vem reclamar?!”. Sim, ele tem razão, toda razão. Em compensação, qual é o problema das pessoas saberem o que penso a respeito de alguns temas? Qual é o problema de escrever a respeito de um time de futebol ou de algum filme que eu vi?!  É óbvio que também não faço do meu diário virtual um diário de vida… Imagina eu escrever: querido diário, hoje eu almocei isso ou aquilo, fui para o trabalho, iniciei tal projeto. Credo! Apenas escrevo aquilo que julgo ser pertinente para o local. E, caso alguém copie – os famosos ctrl c, ctrl v, favor citar a fonte! Dá uma moral aí… Quem nunca copiou algo de alguém? Qual é o problema? Desde que você coloque a fonte e de onde veio, sem problemas! Seja apenas justo com quem criou o texto.

Quantas vezes eu faço algum texto de cinema e cito o cineplayer, ou então cito o Rica Perrone, com quem fui estagiário e hoje ele tem um dos blogs esportivos mais acessados do país. Qual é o problema? Desde que cite a fonte, não tem problema. Agora, enviar o texto alheio por email e não colocar referência… Aí é “flórida”. Não vale Nem R$1,99!  

h1

Rapidinhas do Nem 1e99 (Versão 2)

quinta-feira, 25 junho, 2009
  • O Cruzeiro acaba de colocar um “pé” na final da Taça Libertadores da América. No dia 19 de março fiz uma observação a respeito, veja:
  • Após o jogaço, o atacante argentino do Grêmio, Maxi Lopes, foi parar na delegacia. Motivo: Racismo, denunciado pelo cruzeirense Elicarlos. Será?! Não dúvido e lamento… Quem AINDA se importa com a cor da pele não vale Nem R$1,99;
  • O Manchester City acaba de fazer uma proposta milionária pelo lateral Maicon. Dizem que o time irá pagar R$60 milhões, mais o passe do meia Elano. Gente, 60 milhões de reais. E o Ramires, que foi vendido a preço de banana e joga dez vezes mais que o Elano e o Maicon juntos? Mudando um pouco de assunto, e o salário mínimo, quanto é??? 
  • Saindo do futebol e indo para A Fazenda, quem viu deve ter se assutado com o Dado reclamando ao vivo da produção do programa… E o Britto Jr. com cara de “tacho” e depois… créu no rapazote
  • Confirmado: Gugu Liberato é da Record. Salário: 3 milhões por mês. Repito: e o salário mínimo, quanto é mesmo???  
  • Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou mudança nas regras da premiação 82ª edição do Oscar que está marcada para dia 7 de março. Serão indicados 10 filmes, ao invés de cinco;
  • Mega Sena acumulou novamente. 55 milhões será o prêmio… Ahhhh, se eu ganho essa… Bom, para ganhar tem que jogar, né?!  
h1

Rapidinhas Nem 1e99!

quarta-feira, 24 junho, 2009
  • A queda de braço entre SBT e Record está dando gosto. Enquanto Gugu do PCC ainda não deu sua resposta para a emissora do “Bispo”, que quer levá-lo para lá a todo custo, Roberto Justus e sua ex-namorada Eliana acertaram seus contratos com a emissora do Baú. Dizem que o salário da loira gira em torno de 800 mil. Cá entre nós, o crescimento de outras emissoras é algo que vale R$1,99;
  • Apesar do SBT ter feito uma proposta, digamos, bacana, o Pânico na TV renovou com a Rede TV! por mais três anos;
  • O CQC de segunda-feira foi ao vivo e novamente “matou a pau”. Gostei muito! Êta programa de comédia interessante;
  • José Sarney… Esse sujeitinho não tem limite! Pior que ele só o Lula que agora é apoiador do “Sarnento”.  Disse, inclusive, que o Sarney não pode ser tratado como uma pessoa comum. Que coisa interessante! Será que o Sarney é um extraterrestre???
  • Nem precisa falar da colaboração entre petistas e peemedebistas, né? Dizem que o Lula está tentando preservar o companheito (Companheiro???); 
  • C0ntratações secretas?! Haja político “honesto”… Deus que me livre!
  • A última do dia… Já dizia o filósofo de buteco: jogo é jogado e Lambari é pescado! A Espanha, grande favorita da Copa das Confederações, tomou  “naba” dos Estados Unidos.  Enquanto alguns já estavam analisando como seria o clássico entre Brasil e Espanha, a fúria segue enganando sua torcida. É bom o Brasil ficar esperto com o time do bilingue Joel Santana! Vamos Brasil!
h1

De cinco em cinco em cena

quarta-feira, 24 junho, 2009

Nesta semana a seleção de filmes está muito boa.  Dois filmes nota 5, um nota 4, um 3 e um lamentável 2.  Só para lembrar, a escala é a seguinte: de 0 a 2, não assista – não vale nem R$1,99! 3 é por sua conta, assista e tire sua conclusão. 4 e 5 eu “agarantio”: pode assistir sossegado, vale R$1,99!  Detalhes técnicos do Cine Player. Vamos aos filmes:

Filme nota 5! Muito bom...
Quatro irmãos
 
Em Detroit, após o assassinato de sua mãe, quatro irmãos de criação passam a investigar os culpados em busca de vingança, passando sobre a lei para conseguir matar os responsáveis.
Eles acabam descobrindo uma conexão com o chefe de uma perigosa gangue local.  

Nota 5. Filmaço! Muito bom, cheio de ação e muitas cenas engraçadas. Merece nota cinco. Recomendo para quem gosta de filmes do gênero.  

 

 

As crônicas de Spiderwick:

Lembrou Jumangi

Lembrou Jumanji

Após a separação dos pais, dois garotos gêmeos, Jared e Simon e sua irmã Mallory se mudam com a mãe para uma casa em ruínas. Por meio de um livro mágico, eles se vêem transportados para um mundo de fantásticas criaturas.

Nota 5. Fantasia e muita aventura. Um verdadeiro show no filme que se assemelha bastante de O Labirinto do Fauno e lembra um pouco o ótimo Jumanji, que marcou a minha juventude (ou infância?). Filmaço que merece nota máxima e com louvor

o_casamentoO casamento da minha namorada: Ele tinha a fórmula mas nem imaginava.Ethan acha que existe uma breve janela de tempo pra um homem conhecer a mulher certa: quando ela é muito jovem, é muito idealista; quando é muito velha, é muito cínica. Com 25 anos, a maior conquista de Ethan é poder ir a qualquer festa ou boate de Los Angeles. Não é grande coisa, mas ele não podia ser mais feliz; sustentando pelos pais, malha todos os dias e leva pra casa uma garota diferente a cada noite. Até descobrir, meio por acaso, que um amigo de escola vai casar. Ethan resolve ir para casa participar da cerimônia e acaba descobrindo que a noiva é Stephanie, sua namorada de adolescência. Tentando reviver os dias de glória de high school, Ethan decide reconquistar Stephanie antes que seja tarde. A grande questão é: ele está realmente apaixonado por ela ou só está preso ao passado?

Nota 2. Mais um daquelas comédias sem muita graça. Não é dos piores, mas está longe de receber uma indicação ao Oscar.

Separados pelo casamento:

separadoscas03

Primeiro encontro do casal do filme.

Brooke e Gary terminam o relacionamento que mantinham, mas nenhum dos dois quer sair do apartamento onde vivem. Decidem manter uma convivência pacífica sob o mesmo teto, mas acabam descobrindo que o melhor a fazer é tornar a vida do outro insuportável.

Nota 4. Muito hilário e cheio de cenas interessantes. Só não levou nota máxima porque não encantou tanto assim.

loja_magicaA loja mágica de brinquedos: O que você faria dentro da loja de brinquedos mais fantástica do mundo? Sim, ela existe. É a loja mágica de brinquedos do Sr. Magorium, um incrível senhor de 243 anos de idade. Tudo lá parece ter vida e a única condição que se pede é muito simples: você precisa acreditar para ver. Quando o Sr. Magorium decide se aposentar e deixar a loja para a encantadora Molly, coisas estranhas passam a acontecer. Prepare-se para uma história incrível, onde todos são convidados para um mundo de magia e fantasia.

Nota 3. Um projeto semelhante a Fantástica Fábrica de Chocolate, mas não obteve tanto sucesso assim. Não agradou tanto e não tinha aquela mágica história. Por isso apenas a nota 3. Não é dos piores, mas está longe de passar pelos melhores filmes.  

Bom, é isso! Se for ver algum, bom filme!

 

 

h1

As maracutaias do congresso

terça-feira, 23 junho, 2009

Galera, o blog Nem 1e99 acaba de receber um novo colaborador. Trata-se de Júlio Vasconcelos, do ótimo blog http://geogente.wordpress.com/   – Sugiro que conheçam o blog do “cara” e leia o texto abaixo. (Saiba mais sobre o perfil de Júlio Vasconcelos)

Por Júlio César Vasconcelos

A foto diz muito...

A imagem diz muito...

A relação é quilométrica: Severino Cavalcanti recebe propina de restaurante do Planalto e pede renúncia, Renan Calheiros arruma um filho bastardo com uma jornalista e paga as custas com o dinheiro do contribuinte e pede renúncia. Deputado Edmar Moreira adquire castelo avaliado em 25 milhões de reais e não declara no Imposto de Renda. Sarney recebe durante um ano R$3.800,00 dos cofres do Senado para pagamento de aluguel em Brasília. Detalhe: possui imóvel próprio e o Senado ainda disponibiliza outro para ele. Pediu desculpas, disse que não sabia que estava recebendo o dinheiro!…Roseana Sarney paga R$12.000,00 reais para Mordomo com dinheiro do Senado! Senado torra R$1,5 bilhões só em gratificações para o funcionalismo, meio bilhão só com horas extras! 

Senadores pagam nada mais, nada menos do que R$ 48,000.00 por mês para o obscuro site, o www.paraiba.com.br, exibir um bannerzinho minúsculo.

Uau!!! Infelizmente, apesar de um democrata convicto, sou obrigado a admitir: vamos acabar com o Senado e diminuir o número de Deputados!  São 81 Senadores, 513 Deputados e 6,2 mil Servidores para atender esta corja!

Determinantemente quantidade não significa qualidade! Não se pode medir a grandeza de uma democracia pela quantidade de representantes do povo! Melhor ser representado por um número pequeno de personalidades íntegras, conscientes e comprometidas com o futuro do nosso País do que por um bando de falsários e sonegadores que não valem Nem R$1,99!

h1

Afogue com a Submarino

segunda-feira, 22 junho, 2009

subHá algumas semanas encomendei um produto na Submarino (site submarino.com) e ele chegou rapidinho. No dia que fiz a encomenda, a Submarino entrou em contato comigo por telefone, me atendeu como se fosse o último pedido deles, e fui muito bem tratado. Virei um cliente “especial”, como deve ser com todo e qualquer cliente, afinal de contas, a crise e a concorrência fazem com que todo cliente deva ser tratado como uma celebridade. Brincadeira (com fundo de verdade) à parte, a situação foi simples: comprei, recebi, mas o produto veio amassado na lateral. Era uma esteira ergométrica que, só de escrever já me deu um cansaço tremendo.

Bom, mesmo assim comprei e não imaginava o problema que teria. Ela veio amassada justamente no local onde colocava uma espécie de parafuso. Sendo assim, o parafuso entra torto (na minha terra isso é “enjambrado”) e ela não fica 100% presa. Desse modo entrei em contato com a Submarino e o tratamento não foi exatamente vip.

Primeiro porque pediram para eu aguardar por quase 30 dias para uma pessoa pegar a esteira na minha casa, enviar para a central (sei lá onde que é isso, se é São Paulo, Rio ou Ribeirão Preto), e depois eles enviariam outro produto para mim. Em suma, daqui a 60 dias eu já estaria com o produto na minha casa. Isso mesmo, 60 dias. E olha que já paguei o produto!

Agora, convenhamos: esperar 60 dias para pegar um produto que já está pago?! Porque tanta dificuldade? Qual é o problema de enviar uma outra peça e levar a danificada. “Isso mesmo, a Submarino é assim, meu Sr.”, afirmou a atendente. E eu, mais uma vez, levei “chumbo pela asa” nessa empresa que se diz expert em e-commerce.

Como fiquei irritado, resolvi pagar alguém para resolver o problema para mim na minha própria casa. É melhor assim a contar com a “boa vontade” da tal da Submarino. E olha que comprei duas vezes na empresa e tive surpresa negativa em ambas. O que dizer?! Sim, além de ser bobo, por compra novamente, digo que a Submarino não vale Nem R$1,99. E se for comprar lá, desejo a você uma ótima sorte! Se tiver, parabéns! Se não… seja paciente e entenda a política da empresa em questão.

h1

Luto: cai a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista

quinta-feira, 18 junho, 2009

lutoO Supremo Tribunal Federal decidiu e está decidido: não é necessário ter diploma de jornalismo para exercer a profissão. A partir de agora as empresas estão liberadas para contratar profissionais sem formação superior. Enquanto isso, cresce o número de jornalistas desempregados nos país e a informação de qualidade pode virar exceção. E haja cara de pau, haja ausência do nosso sindicato. A nossa classe já é marginalizada por natureza, agora… Deus que me livre, meu Brasil!

O pior de tudo foi à pérola dita pelo ministro relator, Gilmar Mendes, que fez a seguinte comparação: “Um excelente chefe de cozinha poderá ser formado em uma faculdade de culinária, o que não legitima o estado a exigir que toda e qualquer refeição seja feita por profissional registrado mediante diploma de curso superior nesta área”.

Boa, Mendes! Excelente! Então quer dizer que um excelente curandeiro pode ser médico também?! A parteira agora será obstetra? Então quer dizer que, se eu souber na ponta da língua todas as leis e usar um terno eu posso ser um advogado? Advogado não, né?! Melhor ainda: quem sabe dirigir não precisa nem da habilitação. Bobagem! Que coisa, meu Brasil!

Concordo que articulistas de outras profissões, que sabem escrever sobre determinados temas, devem ter espaço sim. Agora, o cara não teve a mínima formação e agora será um jornalista. Triste!

Como o nosso STF é “isso” mesmo, a minha esperança é que as empresas não aproveitem de tal decisão para acabar com os jornalistas de fato. Outra coisa, para os que não sabem analisar de maneira ampla a respeito do caso, penso que esse é o início da mudança na mentalidade do país em se tratando de educação superior. Aposto que após o jornalismo, virá alguém dizendo que um bom orador pode será um ótimo relações públicas. O que me deixa muito “p” da vida é que isso é uma cadeia. O criativo é o publicitário de amanhã. O “bom comerciante” é o novo administrador de empresas de uma grande multinacional. E assim vai…

Ora bolas, sentar em uma cadeira da faculdade de jornalismo é muito mais que aprender a fazer um lead, a escrever um texto técnico, uma resenha, artigo, etc, etc, etc. É aprender a ser um cidadão consciente, ético, que sabe de suas responsabilidades, que é embasado teoricamente e que pode contribuir com o processo da informação no país. O jornalista é o fiel escudeiro da democracia. É óbvio que, assim como em toda profissão, temos os profissionais que “desvirtuam” sua a função primordial.

STF, você não vale Nem R$1,99! Vem me dizer que o STF está em defesa da Liberdade de Expressão? Aposto… Melhor: tenho certeza que existe tanta coisa particular envolvida nesta decisão. Tanta gente “prejudicada” por um verdade (ou não) dita por um jornalista.

E agora, nós, jornalistas de profissão, contamos com as empresas. Contamos com a consciência das nossas empresas. Agora é esperar! E como sempre digo: NÃO ME ARREPENDO DO CURSO QUE FIZ, DA MINHA PROFISSÃO QUE TANTO AMO. SINTO QUE SOU UM PROFISSIONAL PREPARADO, QUE AINDA TENHO QUE ESTUDAR MUITO, MAS QUE SIGO OS PRECEITOS ÉTICOS DA MINHA PROFISSÃO! É isso… Esperar mais do STF é esperar que a galinha bote ovos de ouro.

“Porque o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-la. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte”. Gabriel Garcia Marquez.

h1

Filme cinco estrelas

quarta-feira, 17 junho, 2009

divaEsse filme merece destaque especial! Ontem fui ao cinema e assisti o filme nacional “Divã”, com Lília Cabral, como atriz principal. Sim, só ontem chegou esse filme ao cinema de Três Corações! Mesmo assim, digo: quem não viu, veja! Vale R$1,99! Aos preconceituosos em relação ao cinema nacional, veja e tire suas conclusões. É um filmaço e, como costumo fazer no “Cine em Cena”, vou logo dizendo a nota: 5, e com louvor.

O filme narra a história de Mercedes (Lilia Cabral), uma mulher quarentona, mãe de família, mas que vive às voltas com as alegrias e desafios da sociedade contemporânea. Casada e mãe de dois filhos, Mercedes decide, mesmo sem saber bem o porquê, procurar um psicanalista. E, assim, o que antes era apenas uma curiosidade, se transforma em uma experiência devastadora, que provoca uma série de mudanças em sua vida cotidiana.

No filme vale ressaltar o show dado por Lilia Cabral, além dos ótimos coadjuvantes José Mayer, Reynaldo Gianecchini e Alexandra Richter.