h1

Corridinha “pó de arroz”

domingo, 7 setembro, 2008

Por: Alexandre Henrique Reis Almeida

Ainda não tinha visto um piloto tão pó de arroz, tão “fluminense” e tão “oreia seca” como esse tal de Kimi Raikkonen, este só foi campeão ano passado porque o outro (Lewis Hamilton) foi no mesmo ano o campeão em besteiras, mas é bom piloto.

Quando vi Kimi hoje passando logo 3 nas 3 primeiras voltas, sendo inclusive desleal com o Massa no momento de sua ultrapassagem onde ele deu uma fechada no Massa em plena reta obrigando o brasileiro tirar o pé para não tocar, pensei que ele havia ressurgido na F1 neste ano, mas ele deixou o melhor para o final.

Faltando 2 voltas para acabar o GP a chuva cai, daí surge Hamilton que vinha melhor em todo o 2° stint e se aproveitou do momento para ultrapassar Kimi. A manobra começou de forma forçada antes da última curva (“S”) da pista onde na 1°perna da curva Hamilton forçou, perdeu o carro e passou Kimi por fora da pista, como assim não vale, foi obrigado a devolver a posição ao finlandês, mas não a devolveu bem, Kimi mal havia passado meio carro e lá estava Lewis deslealmente tomando a tomada da curva por dentro (a melhor, o filé mignon das curvas, o lado limpo da pista) para ganhar a 1° posição, foi desleal, mas foi bonito. Como Raikkonen não é nada competitivo ficou na dele, errado… o cara forçou tanto que bateu o carro no fim da penúltima volta, não era hora de forçar, a chuva havia começado e ele assim como todos os outros estava com pneu desgastado até para pista seca. Antes disso, Lewis rodou e o próprio Kimi também. Kimi viveu nessas 3 últimas voltas como se fosse o inconseqüente Hamilton do ano passado, resultado, lascou um beijo no muro e perdeu seu 3° lugar no campeonato para Robert Kubica da BMW.

A corrida do Felipe Massa não foi brilhante como as 2 últimas, mas ele ganhou pela regularidade, poupou equipamento quando devia e manteve a calma quando precisava no momento em que chovia. Como esta já era a 2° corrida de seu motor, ficou visível a falta de pressão de Massa em Hamilton e em Kimi. Chegou até sofrer ataques do Alonso em todo 1° stint, visando poupar o motor para ver se chagaria ao fim do GP. Como comentado aqui no meu último post, os carros da Ferrari não estão tendo motor para 2 corridas, lembro que no último GP o Kimi estourou seu motor que estava em sua 2° corrida e hoje ele andou demais usando motor novo, superando até a Mclaren que estava melhor.

Nelsinho rodou e bateu em um erro seu e Barrichello teve de abandonar devido a uma quebra em seu câmbio. Ele ficou sem a 6° marcha e a equipe pensando em não sacrificar o motor para a próxima corrida que será em Monza e que também exige muito dos motores (esta é uma das que mais exige em toda temporada) chamou o brasileiro para recolher o carro.

O campeonato tem então mantendo se em 1° Hamilton (80 pontos), mas agora com uma vantagem de 8 pontos em relação a Felipe (72 pontos) que também se manteve em 2°, seguidos de Kubica e Raikkonen com 58 e 57 pontos respectivamente.

Galera, esse texto foi feito às 11h da manhã do domingo, 7 de setembro.

Logo após o piloto Hamilton foi punido por uma manobra e o brasileiro Felipe Massa “herdou” a vitória. Bom para nós, brasileiros!!! Agora Massa se aproximou ainda mais do inglês na corrida para o título.

Anúncios

One comment

  1. Obrigado pelo comentário no blog.
    Sou apaixonado por Fórmula 1 e futebol, mas no segundo começo a me preocupar…

    Meu Grêmio já está começando a entregar os pontos. O jogo contra o Goiás ontem foi horrível!

    Quanto ao motor Ferrari, desde o ano passado ele já vem mostrando instabilidade. O que eu sei é que mudou muito a equipe de engenheiros e mecânicos nos últimos anos, talvez seja o motivo de tantos problemas…

    Quanto a punição ao Hamilton, concordo com a FIA. Afoito, como sempre, o inglês acabou passando do ponto e depois quis dar uma de esperto e ultrapassar o Kimi.

    Gosto do Hamilton, mas concordo com você quando diz que, nos momentos de pressão, ele falha. É um erro grave dele: a falta de controle.

    Contudo, se melhorar isso tem tudo para ser um dos maiores pilotos da história da F1.

    Abraços,

    Will



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: