h1

Recordar é viver: Los Hermanos

sábado, 19 julho, 2008

Já gostei de muitas bandas, muitas mesmo. Poucas delas deixaram tanta saudade como o grupo Los Hermanos ainda deixa. Isso mesmo, Los Hermanos. Não pare de ler, afinal de contas Los Hermanos é muito mais que a música Anna Júlia, ou melhor, era muito mais, pois o grupo está passando por um hiatus.

Sim, a banda Los Hermanos é o tema do “Recordar é viver” da semana e a música do clipe abaixo é intitulada como Sentimental, lançada no segundo álbum da banda, “Bloco do Eu Sozinho”.

O Los Hermanos surgiu no Rio de Janeiro em 1997 e seu primeiro CD recebeu o nome da banda, sendo lançado em 1999. No primeiro disco, as letras das músicas foram semelhantes a músicas da Jovem Guarda, influenciado também pelo rock, ska, MPB e samba. Seu grande sucesso foi a música Anna Júlia, um hit quase excluído na seleção de músicas, mas que fez grande sucesso, levando o disco a ser indicado ao Grammy de 2000.

Já em 2001 a banda lançou o álbum Bloco do Eu Sozinho, e com ele veio um caráter extremamente melancólico em diversas canções, desagradando grande parte do público e refletindo nas vendas do disco. Em compensação, uma grande legião de fãs começou a se formar e a crítica especializada começou a elogiar o álbum. O destaque da banda aumentou ainda mais quando os fãs souberam de toda a divergência que havia entre a banda e a gravadora, no caso a Abril Music.

Em 2003 a banda trocou de gravadora, passando para a BMG, atual Sony&BMG, mas antes da gravação do disco a banda deixou de contar com o baixista Patrick Laplan, que alegou divergências musicais com Marcelo Camelo, Rodrigo Barba, Rodrigo Amarante e Bruno Medina.

O disco Ventura o Los Hermanos conseguiu agradar não só os fãs, a crítica, mas uma grande parte do público que já não acreditava na banda. Com ela vieram a música “Cara Estranho”, que marcou boa presença nas rádios e em premiações de videoclipes. Surgia também na banda um grande letrista, o guitarrista Rodrigo Amarante, que assinou cinco das 15 músicas do Ventura. Já o vocalista Marcelo Camelo ganhou ainda mais destaque após gravar músicas com Maria Rita e conquistar assim a desconfiada ala de críticos especializados.

No quarto DVD da banda, denominado como “4” e produzido por Alexandre Kassin, mostrou o conteúdo da banda ainda mais próximo da MPB. Em contrapartida o disco foi considerado pela crítica como regular, mas ficou muito claro que a banda estava assumindo um novo rumo na carreira. Em abril de 2007 a banda anunciou um recesso por tempo indeterminado nos trabalhos por estarem com muitos projetos pessoais e paralelos. Desde então a banda não voltou às atividades e deixa muita saudade em seus fãs.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: