Archive for 9 de julho de 2008

h1

Recordar é viver: Guns N’ Roses

quarta-feira, 9 julho, 2008

O recordar é viver desta semana traz o clipe da música Welcome to the jungle, gravada pela banda que eu simplesmente adoro: Guns N’ Roses. Inclusive o meu “adorar” já foi muito maior no auge do grupo, que surgiu em Los Angeles, Califórnia, em 1985, e vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo.

A história da banda começou em 1983 quando o vocalista W. Axl Rose deixa a banda Rapid Fire para montar uma nova banda com seu amigo de infância Izzy Stradlin.

O primeiro nome da banda foi Hollywood Rose e era formada por Axl, (vocais), Izzy Stradlin (guitarra), Chris Weber (guitarra), Rick Holland (baixo) e Johnny Kreiss (bateria). A nova banda consegue algum destaque nos subúrbios de Los Angeles, com muitas composições próprias – que futuramente seriam tocadas pelo Guns n’ Roses. A banda encerrou suas atividades na virada de 1984 para 1985.

A partir daí surge realmente o Guns N’ Roses, que teve a primeira formação com Axl no vocal, Izzy como guitarrista base, e mais três integrantes de uma banda também recém dissolvida, a L.A.Guns.

Com essa formação a banda só se apresentou uma vez, em março de 1985. Após o show, Ole Beich foi substituído por Duff Mckagan. Após alguns shows com a formação (Axl, Tracii, Izzy, Duff e Robbie) o guitarrista Slash e o baterista Steven Adler entraram nos lugares de Tracii Guns e Robbie Gardner.

Surgiram às primeiras turnês e a banda escreveu um dos seus hinos, “Welcome to the Jungle”. As alterações na formação da banda sempre foram constantes, assim com os problemas com as drogas e de relacionamento em todas as esferas.

Em 1989, a banda começou com uma perda. Steven Adler não conseguia tocar bateria de tão drogado e foi expulso pela banda. No ano seguinte, o baterista Matt Sorum, que tocava com os ingleses do The Cult, assumiu o posto no Guns, enquanto o tecladista Dizzy Reed também se uniu à banda. Em janeiro de 1991 , a banda tocou para o maior público que até então conseguiu reunir: 140 mil pessoas no festival Rock in Rio 2 realizado no estádio Maracanã.

Em 1993, uma canção escondida de Charles Manson, serial killer famoso por ter assassinado uma atriz famosa e um grupo de escoteiros, “Look at Your Game Girl”, fora incluída a pedido de Axl, mas contra a vontade do grupo, causando polêmica interna.

Se não bastasse, em 1994 Axl é processado por agredir sua ex-esposa e pela sua ex-namorada. Já Gilby Clarke, que substituiu Izzy Stradlin, foi demitido pelo líder do Guns. Paul Huge entrou para o seu lugar, e tocou num cover de “Sympathy for the Devil”, dos Rolling Stones, , incluída na trilha sonora do filme Entrevista com o Vampiro. Em compensação, Paul Huge, amigo de infância de Axl, não foi bem aceito pelos outros, principalmente por Slash.

Com isso, em 1995, Slash criou um projeto paralelo ao GNR e começou com a banda Slash´s Snakepit. Já em 1996 o guitarrista deixou o GNR e foi substituído por Robin Finck, guitarrista do Nine Inch Nails. Em 1997 pediu “pinico”, deixando o GNR, e o baterista Matt Sorum foi despedido em 1998. Restava apenas Axl, que comprou os direitos sobre o nome Guns N´Roses. Atualmente Slash, Duff e Matt Sorum estão juntos na banda Velvet Revolver, enquanto o Guns N’ Roses vive mudando de formação e se apresenta esporadicamente mundo a fora.

Anúncios
h1

Renato Augusto troca o Flamengo pela Alemanha

quarta-feira, 9 julho, 2008

Um dia após confirmar a permanência do meia Ibson, o Flamengo anunciou a transferência da revelação Renato Augusto para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. O jogador não vai nem fazer sua despedida com a camisa do Fla e já é desfalque certo na partida contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão. A diretoria do Fla não divulgou o valor da negociação, mas disse que foi uma proposta irrecusável. A multa rescisória do camisa 10 era 30 milhões de euros (cerca de R$ 75 milhões). Quando o jogador surgiu no time principal eu disse que ele seria uma mina de ouro para o Flamengo. Só espero que a negociação realmente tenha sido irrecusável e espetacular para o time Rubro-Negro. Ahhh, amigo Warley, lembra o que te disse do Renato Augusto? Pois é, não deu outra, heim?! Recordo de um gol do camisa 10 que acredito que nunca sairá da minha memória. Foi o gol da chuva de cerveja. Confira abaixo: